Início / Agricultura / CAP na 39.ª Conferência de Agricultura União Europeia-América do Norte

CAP na 39.ª Conferência de Agricultura União Europeia-América do Norte

A 39.ª edição da Conferência de Agricultura União Europeia – América do Norte, na qual a CAP — Confederação dos Agricultores de Portugal assegurou a representação da agricultura portuguesa, decorreu em Copenhaga, na Dinamarca, entre 18 e 20 de Setembro.

A inovação e a tecnologia como motores para uma agricultura moderna e sustentável foram o tema do primeiro painel onde ficou demonstrado que os avanços tecnológicos e o constante progresso da investigação definem a agricultura dos dias de hoje como uma actividade sustentável, que cada vez contribui em maior escala para a melhoria ambiental do planeta.

Comércio internacional

O comércio internacional foi outro dos temas em debate, sendo reafirmado que a União Europeia e os Estados Unidos da América são, alternadamente, os maiores importadores e exportadores de produtos agro-alimentares do Mundo.

“Esta importância deixa clara a relevância da existência de acordos comerciais entre os dois blocos, quando ainda se mantém o impasse no Acordo de Parceria Transatlântica de Comércio e Investimento, vulgarmente designado TTIP (conforme denominação em inglês: Transatlantic Trade and Investment Partnership)”, realça uma nota deimprensa da CAP.

Phil Hogan

Presente na Conferência, o último comissário europeu da agricultura, Phil Hogan, – nomeado para assumir a pasta do Comércio na próxima Comissão Europeia – considerou ser crucial o diálogo aberto entre os dois continentes, destacando a temática do clima como preocupação fundamental e que vai exigir à União Europeia uma abordagem cuidadosa e pragmática.

Para Hogan, o orçamento terá inevitavelmente de responder às catástrofes ambientais.

Ainda sobre os acordos comerciais existentes, Phil Hogan considerou ser necessário trabalhar em torno das questões comerciais, agrícolas e da saúde.

Mercosul

A propósito do acordo com o Mercosul, Phil Hogan referiu que “se não cumprirmos todas as normas de sustentabilidade poderá de facto não haver acordo”.

Já na fase final da sua intervenção e a propósito da saída do Reino Unido da União Europeia, Hogan anteviu um “hard Brexit”, com enormes prejuízos e dificuldades para todos.

Agricultura e Mar Actual

Verifique também

O Vinho do Porto pode aprender com o champanhe a subir o preço médio das garrafas

O Barca Velha pode ajudar o Douro a tornar os seus vinhos mais caros, tal …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.