Início / Featured / Autoridade Marítima uniformiza assinalamento do estado das barras

Autoridade Marítima uniformiza assinalamento do estado das barras

A Autoridade Marítima Nacional (AMN) desenvolveu um projecto que irá, a breve trecho, promover a uniformização do assinalamento do estado das barras de todos os portos nacionais, contribuindo assim para o incremento da segurança da navegação. As barras dos portos de Caminha e de Viana do Castelo já dispõem deste novo sistema de assinalamento.

“A segurança é um incentivo e um factor preponderante para o desenvolvimento económico do País, no qual a AMN, consciente desta realidade, assenta um dos vectores da sua actuação, seja através de processos de adaptação às novas realidades, seja na procura de soluções inovadoras que lhe permitam superar os novos desafios que se apresentam, designadamente, os relacionados com a segurança da navegação”, diz um comunicado da Autoridade Marítima.

No âmbito das suas competências, em matéria de segurança da navegação, o Capitão do Porto pode determinar o fecho ou o condicionamento da barra, ouvidas as autoridades portuárias, com base em razões respeitantes às condições de tempo e mar, sendo esta informação comunicada ao navegador por diversos meios, neles se incluindo os sinais, luminosos e ou visuais, activados em mastros de sinais, geralmente colocados à entrada das barras dos portos.

No entanto, ao contrário do estabelecido para os sinais de aviso de temporal, que se encontram uniformizados e permitem ao navegador, em qualquer porto nacional, associar um dos sinais à situação meteorológica em vigor, os sinais que indicam o estado da barra podem variar de porto para porto e, por conseguinte, serem susceptíveis de gerar confusão ao navegador.

Sendo a segurança da navegação “um dos vectores de actuação da AMN, importava analisar, desenvolver e edificar, a nível nacional, um conjunto de sinais uniforme que possibilitasse a sua rápida leitura e interpretação pelo navegador, independentemente do porto em que aquele se encontrasse, mas que se distinguissem dos demais sinais de aviso de temporal”, adianta a mesma nota.

Num único mastro com tecnologia LED

O projecto desenvolvido pela AMN, já materializado nas Capitanias do Porto de Caminha e de Viana do Castelo, procede à uniformização, a nível nacional, dos sinais que indicam o estado da barra, permitindo que num único mastro sejam estabelecidos os sinais de avisos de temporal e de condicionamento da barra, com as inevitáveis reduções de custos em termos de construção e de manutenção dos mastros de sinais, e recorre à tecnologia LED, permitindo assegurar uma maior durabilidade das luzes e uma redução de custos no consumo de electricidade.

O projecto obteve os pareceres favoráveis da Direcção-Geral de Recursos Naturais, Segurança e Serviços Marítimos, do Instituto Hidrográfico e da Direcção de Faróis.

A implementação deste projecto “assume-se assim, como mais um contributo da Autoridade Marítima Nacional para o reforço da segurança da navegação, de pessoas e bens, complementando outras iniciativas e projectos que têm vindo a ser desenvolvidos neste âmbito por esta entidade”, designadamente, os programas “Mar Seguro”, “Cidadania Marítima” e “Costa Segura”, acrescenta o comunicado.

Agricultura e Mar Actual

Verifique também

PME francesa procura fornecedores de leite em pó para bezerros

Uma pequena e média empresa (PME) francesa, especializada na produção de substitutos do leite e …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.