Início / Featured / Angola: Captura de pescado em Benguela cresce 1,1 % para as 72 mil toneladas

Angola: Captura de pescado em Benguela cresce 1,1 % para as 72 mil toneladas

Partilhar

As capturas de pescado na província de Benguela, em Angola, até Outubro de 2019, cifraram-se em cerca de 72 mil toneladas, superando a safra piscatória anterior (2018), que registou perto de 65 mil toneladas, avança a agência Angop. Um crescimento de 1,1%.

A quantidade de pescado registado em 2019 ainda poderá aumentar para perto de 75 mil toneladas, quando incluir-se os dados estatísticos de Novembro e Dezembro, segundo o director do Gabinete da Agricultura, Pecuária e das Pescas de Benguela, José Gomes da Silva, adianta a Angop.

Em declarações à Angop, recentemente, em Luanda, aquele responsável justificou que o aumento dos níveis de captura de pescado registado na presente época piscatória é fruto do número considerável de empresas existentes na província de Benguela.

40 embarcações na província

A província conta com aproximadamente 40 embarcações para a pesca semi-industrial e industrial, assim como duas mil 44 pequenas embarcações para a pesca artesanal.

Das 2.044 embarcações que apoiam a pesca artesanal nessa província, apenas cerca de 600 estão licenciadas, denunciou o responsável.

Segundo a mesma fonte, a província de Benguela é uma das regiões piscatórias do país que possui um número considerável de infra-estruturas para captura, conservação, congelação e transformação do pescado.

“Actualmente, Benguela tem uma capacidade de cerca de mil 850 toneladas de congelação por dia, e 12 mil 500 toneladas de conservação/dia, superando todas as províncias piscatórias do país”, afirmou José Gomes da Silva.

Agricultura e Mar Actual

Verifique também

Ponte de Lima renova cooperação com Associação Florestal do Lima com apoio de 100.500€

PartilharO Município de Ponte de Lima renovou o protocolo de cooperação com a Associação Florestal …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.