Início / Agenda / Syngenta leva soluções para a agricultura regenerativa à AgroGlobal

Syngenta leva soluções para a agricultura regenerativa à AgroGlobal

A Syngenta participa na AgroGlobal, de 5 a 7 de Setembro, em Santarém, apresentando no seu stand e nos campos demonstrativos da feira soluções para protecção das culturas, sementes e tecnologias digitais que apoiam os agricultores na transição para a Agricultura Regenerativa, com benefícios para os próprios agricultores, a sociedade e o planeta.

O contributo da Syngenta para a Agricultura Regenerativa “começa na investigação e desenvolvimento de variedades de sementes, de milho, girassol, cevada e hortícolas, com a mais alta tecnologia para a eficiência produtiva e a resiliência climática”, refere uma nota de imprensa da empresa.

No campo demonstrativo de variedades de milho da Agroglobal, a Syngenta apresenta 4 variedades com dupla aptidão para grão e silagem: as duas novidades SY Sandro (FAO 500) e SY Cadmium (FAO 500) e as já consagradas SY Fuerza (FAO 600) e SY Andromeda (FAO 500).

Milhos híbridos

As três últimas são milhos híbridos com tecnologia Artesian, ou seja, contêm genes e rotas metabólicas para se adaptarem melhor a situações de stress hídrico, com menor perda de produção, atingindo a máxima produtividade em condições hídricas óptimas.

No ensaio de milho da AgroGlobal, a Syngenta controlou as infestantes com o herbicida Camix e aplicou NutribioN, um bioestimulante à base da bactéria Azotobacter salinestris CECT9690, que fixa de forma natural o azoto atmosférico nas folhas e nas raízes do milho, activando a cultura. No stand da Syngenta estará patente uma demonstração visual dinâmica da actuação desta bactéria benéfica no milho, adianta a mesma nota.

Ao longo dos três dias da feira, a Syngenta organizará visitas ao campo de ensaio de milho com apresentações para agricultores, técnicos e entidades oficiais.

Syngenta Biologicals

Por outro lado, a gama de tecnologias biológicas que melhoram a saúde e o estado nutricional das culturas e do solo é apresentada sob a nova marca chapéu Syngenta Biologicals. Outra das soluções desta gama é Exployo Vit, uma feromona sexual pulverizável utilizada no método de confusão sexual, para o controlo da traça-dos-cachos (Lobesia botrana) em videiras. Trata-se de um novo conceito de confusão sexual em vinha, sem necessidade de colocação/retirada.

O produto estrela da companhia Orondis Ultra, um fungicida específico contra os míldios, foi utilizado no programa de tratamentos do campo demonstrativo de tomate para indústria da Agroglobal e vai estar em destaque no stand da Syngenta.

O contributo da Syngenta para a Agricultura Regenerativa passa também por “ajudar os agricultores a optimizar a aplicação dos factores de protecção e de nutrição, dando-lhes acesso a ferramentas digitais como a plataforma Cropwise, que será revelada na AgroGlobal, ou o Interra Scan, um dos serviços de mapeamento de solos com maior resolução a nível mundial.

O Interra Scan é mais “uma prova do compromisso da Syngenta em ajudar os agricultores a criar solos saudáveis, que são a base do nosso sistema alimentar”. Esta tecnologia de detecção fornece mapas de todos os parâmetros habitualmente analisados no solo, incluindo pH, textura do solo, matéria orgânica, carbono e capacidade de troca catiónica, bem como orografia e disponibilidade hídrica das plantas – no total oferece mais de 800 pontos de referência de dados por hectare.

Tecnologias digitais 

Outro exemplo de tecnologias digitais que a Syngenta coloca ao serviço dos agricultores é a rede de armadilhas inteligentes Trap View que instalou em diversas vinhas na Península de Setúbal para monitorizar de forma automática e em tempo real as capturas de insectos adultos da traça-dos-cachos.

Os dados foram analisados pela equipa da Syngenta e partilhados durante toda a campanha vitícola 2023 no site da empresa, apoiando a tomada de decisão informada sobre os tratamentos para o uso sustentável dos produtos fitofarmacêuticos.

“A Syngenta assume o compromisso de ajudar os agricultores a adoptar práticas regenerativas, tais como a mobilização mínima do solo, a sementeira directa, a rotação e a consociação de culturas, a cobertura do solo durante todo o ano para prevenir a erosão e aumentar o sequestro de carbono, e o estímulo da biodiversidade na agricultura”, refere a mesma nota.

Em Portugal, a Syngenta participa e promove dois projectos alinhados com a agricultura regenerativa: o Operation Pollinator e o TomAC- Agricultura de Conservação em Tomate Indústria.

Agricultura e Mar

 
       
   
 

Verifique também

Startup Hefring Marine levanta 2,2 M€ em ronda liderada pela Faber e entra em Portugal

Partilhar              A Hefring Marine, uma startup islandesa de deep-tech especializada em soluções marítimas inteligentes, anuncia hoje, …

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.