Início / Mar / Ambiente / Oceanário de Lisboa na campanha de sensibilização mundial contra lixo marinho

Oceanário de Lisboa na campanha de sensibilização mundial contra lixo marinho

Partilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

O Oceanário de Lisboa participa na campanha de sensibilização mundial “World Aquariums Against Marine Litter” (Aquários do Mundo Contra o Lixo Marinho), promovida pela Comissão Europeia, para alertar para o flagelo da poluição no oceano. Esta campanha reúne cerca de 100 aquários dos cinco continentes do mundo, incluindo a participação de mais dois aquários portugueses: o Aquário de Porto Pim, no Açores, e o Aquário Vasco da Gama, em Lisboa.

Para marcar a sua participação, o Oceanário de Lisboa apresenta duas instalações feitas com garrafas de plástico, que representam um cachalote e uma medusa. As esculturas, da autoria de Daiena Dâmaso e Sebastião Lobo, são feitas com 4.765 garrafas de água de plástico, recolhidas por atletas do Ginásio Clube Português, no âmbito da Gala “A Mar”.

Para Patrícia Filipe, directora de comunicação, “o Oceanário de Lisboa, juntamente com outros aquários em Portugal e globalmente, têm um papel fundamental na educação e sensibilização de milhões de visitantes, constituindo um canal ímpar para comunicar temas que afectam o meio marinho, mobilizando para a alteração de comportamentos”.

Por sua vez, Karmenu Vella, Comissário Europeu para o Ambiente, Assuntos Marítimos e Pescas, afirma que “os aquários são uma janela para o oceano. Esta campanha sobre lixo marinho é urgente e bem-vinda. Este verão, milhões de pessoas em todo o mundo irão visitar um aquário. Para promover a mudança, temos de mostrar a realidade da poluição por plástico”.

A inauguração da campanha feita por Karmenu Vella, Comissário Europeu para o Ambiente, Assuntos Marítimos e Pescas, aconteceu a 27 de Julho, no Museu Oceanográfico do Mónaco, e contou com a presença do príncipe Alberto II do Mónaco, do diretor executivo do Programa das Nações Unidas para o Ambiente, Erik Solheim, e do CEO da World Association of Zoos and Aquariums (WAZA), Doug Cress.

Conferência internacional sobre o oceano

Esta campanha pretende ainda divulgar a quarta edição da conferência internacional sobre o oceano, “OurOcean”, que se realiza nos dias 5 e 6 de Outubro deste ano, em Malta, e que reúne líderes de todo o mundo para o debate sobre este problema global.

Todos os anos, 10 milhões de toneladas de lixo acabam no mar, o equivalente a um camião do lixo por minuto e a 400 quilogramas por segundo. Anualmente, milhões de animais marinhos morrem por causa do lixo, incluindo aves, focas, baleias, golfinhos e tartarugas. Em algumas áreas, há seis vezes mais microplásticos que plâncton, e as perspectivas de futuro são sombrias: em 2050, poderá haver mais plástico que peixe no oceano e 99% das aves marinhas poderão já ter ingerido plástico.

 

O Oceanário de Lisboa é um aquário público de referência mundial. O equipamento, que recebe mais de 1 milhão de pessoas por ano, tem como missão, promover o conhecimento dos oceanos, sensibilizando para sua conservação através da alteração de comportamentos.

Além das exposições que promove, o Oceanário desenvolve actividades educativas e pedagógicas que dão a conhecer os oceanos, os seus habitantes e a sua missão e que abordam os desafios ambientais da actualidade. Ainda neste contexto, o Oceanário colabora com várias instituições em projectos de investigação científica, de conservação da biodiversidade marinha e que promovam o desenvolvimento sustentável dos oceanos.

Agricultura e Mar Actual

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •   
  •  

Verifique também

Confederação Nacional da Agricultura: crise agrícola “agrava-se com novo confinamento obrigatório”

Partilhar            A CNA – Confederação Nacional da Agricultura diz que as perspectivas dos agricultores para 2021 …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.