Início / Featured / JPP Açores: “modelo de transporte marítimo de mercadorias estrangula a economia da Ilha das Flores”

JPP Açores: “modelo de transporte marítimo de mercadorias estrangula a economia da Ilha das Flores”

Carlos Furtado, líder regional do Movimento Juntos pelo Povo (JPP) dos Açores e Bruno Correia, cabeça de lista do JPP pela Ilha das Flores, durante a visita aos efeitos da depressão Hipólito e da derrocada e desmoronamento de terras contíguas às casas de aprestos dos pescadores do Porto das Poças, em Santa Cruz, defenderam que o “actual modelo de transporte marítimo de mercadorias estrangula a economia da ilha”.

Bruno Correia informa que a Ilha das Flores “é a única ilha dos Açores que é abastecida somente de 15 em 15 dias por via marítima, e essa periodicidade de escalas raramente é cumprida. Com bastante frequência o abastecimento da ilha é realizado pelo navio Margarethe somente de 20 em 20 dias ou de 30 em 30 dias, com um impacto profundo no tecido económico da ilha, já de si muito fragilizado”.

“Esta condição traduz-se, por exemplo, em encomendas com atrasos de quase dois meses, géneros perecíveis que chegam sem condições de serem consumidos, acarretando custos insuportáveis para os comerciantes, ou mesmo produtos essenciais para o normal funcionamento de empresas e serviços, acarretando enormes prejuízos para empresários, mas também para a população em geral”, refere uma nota de imprensa do JPP Açores.

Atendendo à capacidade operacional do navio Thor, “torna-se por mais evidente a necessidade de complementar as viagens do navio Margarethe, com duas escalas do Thor, duplicando o transporte mensal por via marítima e, desta forma, atenuar as dificuldades auscultadas junto dos agentes económicos, permitindo uma gestão mais eficaz e eficiente dos seus stocks, bem como a geração junto da população de um sentimento de aumento de confiança relativa ao transporte de bens”, salienta a mesma nota.

Agricultura e Mar

 
       
   
 

Verifique também

Eurodeputados portugueses e espanhóis juntos na defesa do regadio em Bruxelas

Partilhar              Eurodeputados portugueses e espanhóis, reunidos no 3º Congresso Ibérico do Milho, concordaram que “o regadio …

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.