Início / Agricultura / GNR apreende 150 quilos de pinhas mansas nos concelhos de Seia e Gouveia

GNR apreende 150 quilos de pinhas mansas nos concelhos de Seia e Gouveia

A Guarda Nacional Republicana (GNR) informa que o Comando Territorial da Guarda, através do Serviço de Protecção da Natureza e do Ambiente (SEPNA) de Seia e Gouveia, entre os dias 6 e 29 de Novembro, apreendeu cerca de 150 quilos de pinhas mansas, nos concelhos de Seia e Gouveia.

“No decorrer de acções de patrulhamento direccionadas para a fiscalização da apanha da pinha mansa, os elementos do SEPNA, detectaram dois homens que estavam a apanhar pinhas mansas, sem serem detentores da respectiva documentação para tal e fora do período permitido por lei”, refere uma nota de imprensa da GNR.

Da acção resultou a elaboração de dois autos de contra-ordenação por colheita de pinhas fora do período legal para o efeito e a apreensão de 150 quilos de pinhas mansas.

A GNR relembra que o pinheiro-manso (Pinus pinea) é uma “espécie florestal com um crescente interesse económico, cuja importância do comércio externo de pinha e de pinhão tem contribuído para a promoção de importantes dinâmicas económicas à escala regional, uma vez que o pinhão produzido em Portugal é de todos o mais valorizado pelas suas características nutricionais”.

No entanto, acrescenta a mesma nota da GNR, “a colheita de pinhas de pinheiro-manso é proibida entre 1 de Abril e 1 de Dezembro e, ainda que esteja caída no chão, a sua apanha está interditada por se encontrar em época de defeso, salvaguardando assim o crescimento e desenvolvimento da pinha e do pinhão e evitando a colheita da semente com deficiente faculdade germinativa e mal amadurecida”.

A Guarda Nacional Republicana com estas acções de patrulhamento pretende “promover a legalidade e proteger a natureza”.

Agricultura e Mar

 
       
   
 

Verifique também

Eurodeputados portugueses e espanhóis juntos na defesa do regadio em Bruxelas

Partilhar              Eurodeputados portugueses e espanhóis, reunidos no 3º Congresso Ibérico do Milho, concordaram que “o regadio …

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.