Início / Agricultura / Directora-geral da DGAV eleita vice-presidente da Organização Mundial de Saúde Animal

Directora-geral da DGAV eleita vice-presidente da Organização Mundial de Saúde Animal

O Ministério da Agricultura e da Alimentação informa que Susana Guedes Pombo, Directora-Geral da DGAV – Direcção-Geral de Alimentação e Veterinária foi eleita esta manhã, de 25 de Maio, em Paris, na reunião da 90ª Sessão da Assembleia Geral de Delegados, vice-presidente do Conselho da OMSA. As próximas eleições irão ocorrer em Maio de 2024.

A Organização Mundial de Saúde Animal (OMSA), conhecida anteriormente como OIE (Office International des Epizooties), é uma organização intergovernamental responsável pela promoção da saúde animal ao nível mundial, que nasceu da necessidade emergente de conjugar esforços, a nível global, para a prevenção das doenças dos animais, bem como seus impactos na saúde das populações, refere uma nota de imprensa do Ministério.

E adianta que esta necessidade desencadeou o desenvolvimento de negociações através dos canais diplomáticos de vários países que resultou na assinatura de um “Acordo internacional”, celebrado em 25 de Janeiro 1924. Portugal foi um dos 17 membros fundadores que subscreveu o Acordo Internacional que fundou esta organização.

182 países membros

Actualmente, a organização conta com um total de 182 países membros e mantem relações com cerca de 75 organizações internacionais e regionais, estando representada ao nível regional e sub-regional em todos os continentes, o que é revelador da sua importância no âmbito da sanidade animal ao nível mundial.

Portugal, como membro fundador da organização tem acompanhado há quase um século a consolidação do estatuto internacional da OMSA. A correcta aplicação das normas emanadas pela OMSA pelos serviços veterinários portugueses, associada à aplicação da rigorosa regulamentação comunitária, “tem permitido ao nosso País o reconhecimento internacional das garantias de segurança sanitária que oferecem os animais produzidos no nosso país, bem como dos seus produtos”, salienta a mesma nota.

“Feliz por esta nomeação”, a Directora-Geral de Alimentação, reconhece que “a proposta para assumir este cargo está assente no trabalho bem sucedido no primeiro semestre de 2021, durante a Presidência Portuguesa do Conselho da UE”, bem como no “desempenho nas posições que tem vindo a assumir em fóruns internacionais, estando bem ciente da responsabilidade acrescida que é o exercício desta função em tão importante organização intergovernamental”.

Agricultura e Mar

 
       
   
 

Verifique também

40% dos produtos alimentares com rotulagem nutricional simplificada utiliza o Nutri-Score

Partilhar              A maioria dos produtos alimentares que já apresentam um sistema de rotulagem nutricional simplificada utiliza …

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.