Início / Agricultura / Análise Agrogarante. Produção de noz sem casca tem auto-aprovisionamento de apenas 68,7%

Análise Agrogarante. Produção de noz sem casca tem auto-aprovisionamento de apenas 68,7%

Portugal regista um saldo comercial deficitário evidenciando um volume de importações de noz substancialmente superior às exportações. Verifica-se que a tendência tem sido crescente nas importações de noz sem casca à medida que o consumo aparente tem aumentado. Ainda assim, verificou-se um aumento significativo das exportações de noz sem casca em 2022, refere a Agrogarante — Sociedade de Garantia Mútua na sua “Análise Sectorial – Subsector Noz”.

E adianta que “Portugal não revela produção suficiente para satisfazer as suas necessidades de consumo interno. Em 2022 registou-se um volume de importações de noz sem casca de 3.210 toneladas e um volume de exportações de noz sem casca de 839 toneladas. O consumo aparente foi de 7.572 toneladas em 2022 verificando-se um grau de auto-aprovisionamento de apenas 68,7%”.

Já no segmento de noz com casca verifica-se que Portugal regista um saldo comercial deficitário, embora com melhoria em 2022. No último ano de referência, de 2022, Portugal evidenciou um saldo comercial em volume negativo de 217 toneladas.

À semelhança da balança comercial em volume, a balança comercial em valor no segmento de noz com casca é também deficitária tendo Portugal registado um saldo comercial negativo de 949 mil euros em 2022, acrescentam os técnicos da Agrogarante.

Por outro lado, no segmento de noz sem casca verifica-se que o volume de importações tem crescido substancialmente o que se traduz num agravamento do saldo comercial. Em 2022 registou-se um volume de importações de noz sem casca de 2.550 toneladas. As exportações ficaram em apenas 337 toneladas pelo que se observou um saldo comercial em volume negativo de 2.212 toneladas, realça a mesma análise.

Ainda segundo os técnicos da Agrogarante, em termos de valor, “o comportamento no segmento de noz sem casca traduz a mesma tendência do observado em volume. Em 2022 registou-se um total de importações de noz sem casca de 16,8 milhões de euros que contrasta com o valor de exportações de noz sem casca de apenas 992 mil euros, o que se traduziu num saldo comercial negativo de 15,8 milhões de euros em 2022”.

Pode ler a “Análise Sectorial – Subsector Noz” aqui.

Agricultura e Mar

 
       
   
 

Verifique também

Eurodeputados portugueses e espanhóis juntos na defesa do regadio em Bruxelas

Partilhar              Eurodeputados portugueses e espanhóis, reunidos no 3º Congresso Ibérico do Milho, concordaram que “o regadio …

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.