Início / Economia / Exportações aumentam 6,8% com importações a crescerem 7,1% em Junho de 2017

Exportações aumentam 6,8% com importações a crescerem 7,1% em Junho de 2017

As exportações e as importações de bens registaram variações homólogas nominais de, respectivamente, 6,8% e 7,1%, em Junho de 2017 (+15,6% e +21,8% em Maio de 2017, pela mesma ordem). Excluindo os combustíveis e lubrificantes, as exportações aumentaram 7,4% e as importações cresceram 7,7% (respectivamente +14,2% e +18,7% em Maio de 2017), revela o Instituto Nacional de Estatística (INE).

O défice da balança comercial de bens situou-se em 1.004 milhões de euros em Junho de 2017, o que representa um aumento de 80 milhões de euros face ao mês homólogo de 2016. Excluindo os combustíveis e lubrificantes a balança comercial atingiu um saldo negativo de 723 milhões de euros, correspondente a um aumento de 64 milhões de euros em relação ao mesmo mês de 2016.

No segundo trimestre de 2017, as exportações e as importações de bens aumentaram respectivamente 7,5% e 13,3% face ao período homólogo. Já no primeiro semestre de 2017 verificaram-se aumentos de 12,1% nas exportações e 14,5% nas importações (-1,4% em ambos os fluxos no primeiro semestre de 2016). Excluindo os combustíveis e lubrificantes, os acréscimos foram de 10,1% e 11,5% respectivamente (+1,1% e +4,3% no primeiro semestre de 2016).

Adianta o INE que, em Junho de 2017, tanto nas exportações como nas importações, quase todas as categorias económicas registaram aumentos face ao mês homólogo de 2016, destacando-se os crescimentos registados nos fornecimentos industriais (correspondente a +7,7% nas exportações e +12,2% nas importações) e nas máquinas e outros bens de capital (+12,1% nas exportações e +18,8% nas importações).

Exportações para Espanha, Angola e França reforçadas

Em Junho, tendo em conta os principais países de destino em 2016, as exportações para Espanha, Angola e França apresentaram os maiores aumentos face ao mês homólogo de 2016 (+6,4%, +46,0% e +6,5% respectivamente). Em sentido contrário, as exportações para Marrocos, Alemanha e Estados Unidos registaram diminuições.

Nas importações, no âmbito dos maiores países fornecedores em 2016, em Junho de 2017 é de assinalar o crescimento, em termos homólogos, das importações provenientes de Espanha (correspondente a +9,1%). Apenas as importações da Rússia e do Reino Unido diminuíram neste mês (correspondente a -53,4% e -8,4%, respectivamente).

Agricultura e Mar Actual

loading...

Verifique também

APOGER diz que guia electrónica de acompanhamento de resíduos é “abusiva”

  A APOGER — Associação Portuguesa de Operadores de Gestão de Resíduos e Recicladores, opõe-se …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *