Início / Empresas / Crise dos combustíveis: quer atestar o depósito? Veja onde já não pode ir

Crise dos combustíveis: quer atestar o depósito? Veja onde já não pode ir

A greve dos motoristas de matérias perigosas está de volta. E a VOST Portugal — Voluntários Digitais Em Situações de Emergência volta a estar em destaque. As filas nas estações de serviço são cada vez maiores e são já muitas as que não têm gasolina.

Se quer saber onde já não há combustível pode consultar a plataforma janaodaparaabastecer.vost.pt, onde poderá ver quais as estações de serviço em que já não há combustível.

A VOST alerta que os dados constantes no website são da responsabilidade dos utilizadores que os inserem.

“Os voluntários da VOST Portugal fazem todos os possíveis para validar os mesmos e eliminar aqueles que não correspondem à realidade”, garantem aqueles voluntários.

Situação de crise energética

De realçar que o Conselho de Ministros declarou hoje a situação de crise energética, para o período compreendido entre as 23h59 de 9 de Agosto de 2019 e as 23h59 de 21 de Agosto de 2019, para todo o território nacional.

A situação de crise energética tem como objectivo garantir os abastecimentos energéticos essenciais à defesa, ao funcionamento do Estado e dos sectores prioritários da economia, bem como à satisfação dos serviços essenciais de interesse público e das necessidades fundamentais da população.

Ver também:

Combustíveis. Governo decreta situação de crise energética até 21 de Agosto

DECO publica manual de sobrevivência para a crise dos combustíveis

Combustíveis. Governo decreta situação de crise energética até 21 de Agosto

Postos de combustível incluídos na Rede de Emergência de Postos de Abastecimento. Veja aqui

Agricultura e Mar Actual

Verifique também

Centromarca celebra 25 anos a anunciar o Congresso das Marcas

A Centromarca – Associação Portuguesa de Empresas de Produto de Marca comemora este ano o …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.