Início / Agricultura / Capoulas no Agri Innovation Summit’2017: “inovação é a resposta aos desafios da PAC”

Capoulas no Agri Innovation Summit’2017: “inovação é a resposta aos desafios da PAC”

O ministro da Agricultura e Desenvolvimento Rural, Luís Capoulas Santos, defendeu, na sessão de abertura do Agri Innovation Summit’2017, a necessidade de “prosseguir o apoio ao investimento na inovação e na investigação como forma de dar resposta aos maiores desafios que a Política Agrícola Comum (PAC) actual e futura enfrentará, nomeadamente no campo das alterações climáticas”.

​Durante a sessão, que contou também com a intervenção do Comissário Europeu para a Agricultura, Phil Hogan, o ministro considerou que o investimento em investigação e inovação “não pode ser visto como uma necessidade apenas para a agricultura de maior dimensão”, devendo antes ser “transversal, inclusivo e abrangente”.

Capoulas Santos realçou o interesse que a medida “Grupos Operacionais”, financiada pelo FEADER, tem suscitado junto do sector agrícola, lembrando que, em Portugal, foram aprovados 75 projectos na área da investigação e inovação, envolvendo um total de 32 milhões de euros, dos quais mais de 20 milhões de euros são apoiados por fundos públicos.

75 Grupos Operacionais

Estes 75 Grupos Operacionais são parcerias constituídas por empresas agrícolas e agro-industriais, centros de investigação e instituições do ensino superior. Neste âmbito, o Capoulas Santos lembrou ainda que está em curso uma reprogramação do Programa de Desenvolvimento Rural, PDR 2020, que irá permitir reforçar a medida com mais 10 milhões de euros, permitindo estender os apoios a mais 25 Grupos Operacionais.

Ao longo dos dois dias da Agri Innovation Summit’2017, que contam com a participação de cerca de 600 especialistas europeus em inovação tecnológica aplicada à agricultura, foram apresentados projectos inovadores no domínio da agricultura 4.0 e desenvolvimento rural; inovação; digitização das economias rurais; gestão de produtos agrícolas, alimentos e floresta; e valorização do território e utilização de recursos — adaptação e mitigação das alterações climáticas.

Todos os projectos visam a resolução de problemas e o aproveitamento de novas oportunidades com base em novas tecnologias, em inovação e conhecimento que resultam da investigação aplicada à agricultura. Capoulas Santos referiu ainda o facto de o Governo ter lançado 4 Redes de Experimentação e divulgação de conhecimento agrário, numa parceria que junta os ministérios da Agricultura, da Ciência, do Ambiente e da Economia.

O ministro da Agricultura destacou, neste contexto, “o reconhecimento de Portugal como um exemplo na área da investigação e inovação, o que justifica, de resto, a escolha do nosso país para anfitrião desta primeira cimeira”.

“Portugal, ao co-organizar este evento, quer dar não só um contributo para a promoção da inovação a agricultura na Europa, mas também a afirmar-se como país que está a adaptar a investigação e a inovação como veículos decisivos para o seu conhecimento e desenvolvimento”, salientou Luís Capoulas Santos.

Agricultura e Mar Actual

loading...

Verifique também

Porto de Setúbal já exporta novo modelo da Volkswagen

O novo modelo da Volkswagen, o T-ROC, teve o seu primeiro embarque, a 16 de …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *