Início / Economia / Vendas no comércio a retalho desacelera crescimento

Vendas no comércio a retalho desacelera crescimento

Partilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

O índice de volume de negócios no comércio a retalho apresentou uma taxa de variação homóloga de 3,9% em Julho, menos 1,2 pontos percentuais (p.p) que o registado em Junho. Diz o Instituto Nacional de Estatística (INE) que este “andamento traduz evoluções distintas nos agrupamentos considerados. O de Produtos não Alimentares acelerou 0,3 p.p. face ao mês anterior, para uma variação homóloga de 6,4% em Julho. Por seu lado, o índice do agrupamento de Produtos Alimentares abrandou 2,9 p.p., passando de 3,8% em Junho para 0,9% no mês seguinte”.

Comparando com mês anterior, o índice de volume de negócios no comércio a retalho registou um decréscimo de 0,6% (variação de 1,9% no mês anterior).

Em termos nominais, o índice agregado aumentou 4,2% em Julho (5,2% no mês precedente). As variações dos índices dos agrupamentos Produtos Alimentares e Produtos não Alimentares situaram-se, respectivamente, em 1,2% e em 6,7% (3,8% e 6,4% no mês anterior).

Emprego

O índice de emprego no comércio a retalho aumento, em termos homólogos, 3,5% em Julho (3,6% no mês anterior). A taxa de variação mensal do índice de emprego foi 1,7% em Julho, idêntica à observada no mesmo período de 2016.

O índice de remunerações registou um crescimento homólogo de 5,4% (aumento de 6,5% em Junho). Face ao mês anterior, o índice de remunerações diminuiu 5,1% (variação de -4,0% em Julho de 2016).

Horas Trabalhadas

A variação homóloga do volume de trabalho no comércio a retalho, medido pelo índice de horas trabalhadas ajustado de efeitos de calendário, foi 1,3% em Julho (1,2% no mês anterior). Face a Julho, o índice de horas trabalhadas, ajustado de efeitos de calendário, variou 0,7% (0,6% no mesmo mês do ano anterior).

Agricultura e Mar Actual

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •   
  •  

Verifique também

Mabor lança campanha solidária “Vamos pôr Portugal a Andar”. Na compra de 2 pneus doa 1€ a instituições sociais

Partilhar            A Mabor, histórica marca de pneus portuguesa, “atenta ao período difícil que o País está …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.