Início / Featured / Porto de Leixões bate recorde nas escalas de navios de cruzeiros em 2022

Porto de Leixões bate recorde nas escalas de navios de cruzeiros em 2022

O Porto de Leixões registou em 2022 um novo máximo no que a escalas de navios de cruzeiro diz respeito. Os dois terminais dedicados receberam 112 escalas de navios de cruzeiro, superando as 101 escalas registadas em 2018 e 2019, e que fizeram chegar 108.626 passageiros ao Porto e Norte de Portugal através deste porto.

O total do movimento de passageiros em Leixões foi superior ao total de 2019 (mais 22.5% do que o registado em 2019, pré pandemia) e apenas inferior ao máximo registado em 2018 (apenas -7%), tornando-se assim o 2º melhor ano de sempre para a actividade, realça uma nota de imprensa do Porto de Leixões.

Relembra a mesma nota que “2022 foi o ano de retoma da actividade depois de quase 2 anos parado pela pandemia. No início do ano os navios navegavam com apenas 1/3 da sua capacidade, por motivos de segurança”.

“O valor GT registado em 2022 supera os 6 milhões, números estes nunca antes alcançados. Esta evolução está relacionada com a dimensão dos navios que nos visitam, pois Leixões recebeu navios de maior porte face ao registado nos últimos anos. O crescimento do GT dos navios de cruzeiro foi de quase 56% comparativamente com 2019 e de 33% comparativamente com 2018, o melhor ano de sempre em GT”, acrescenta a mesma nota.

E realça as 22 escalas inaugurais registadas durante o último ano e ainda as 6 operações de turnaround, ou seja, operações que envolveram o final de uma determinada viagem e o início de uma outra no nosso porto com as operações de desembarque e embarque associadas.

Agricultura e Mar

 
       
   
 

Verifique também

Marinha Portuguesa coordena resgate de 7 pessoas a bordo de veleiro na Ilha do Pico

Partilhar              A Marinha, através do Centro de Coordenação de Busca e Salvamento Marítimo de Ponta Delgada …

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.