Início / Mar / Ambiente / SOS Sado intenta Providência Cautelar para suspender projecto de dragagens no Rio Sado

SOS Sado intenta Providência Cautelar para suspender projecto de dragagens no Rio Sado

O Movimento Cívico SOS Sado vai intentar uma Providência Cautelar com vista à suspensão do projecto de intervenção no Porto de Setúbal, mais especificamente no Estuário do Sado.

Este grupo de cidadãos setubalenses solicitou recentemente uma audição à Comissão de Ambiente, Ordenamento do Território, Descentralização, Poder Local e Habitação e outra audiência à Comissão de Agricultura e Mar, para expor as suas profundas preocupações e para sensibilizar o poder político para o impacte negativo das obras de melhoria de acessibilidade marítima do Porto de Setúbal.

“Danos irreversíveis no ecossistema setubalense”

Os cidadãos consideram que a empreitada, promovida pela Administração do porto de Setúbal e apoiada pelo Governo, irá “causar danos irreversíveis no ecossistema setubalense, realçando que as nefastas repercussões não foram devidamente identificadas e aprofundadas em sede de Estudo de Impacte Ambiental”, pelo que reclamam a sua suspensão imediata.

Ver também:

Ministra do Mar consigna projecto de melhoria de acessibilidades marítimas ao Porto de Setúbal

Agricultura e Mar Actual

Verifique também

Porto de Viana do Castelo cresce 19% na movimentação de mercadorias

O movimento de mercadorias no Porto de Viana do Castelo registou um crescimento de 19% …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.