Início / Agricultura / Ksar Vitis, o novo fungicida para a vinha da Sapec

Ksar Vitis, o novo fungicida para a vinha da Sapec

A Sapec Agro acaba de lançar o fungicida Ksar Vitis para a vinha que “garante uma protecção eficaz e total contra oídio e black rot nos cachos. Está homologado para vinha para produção de uvas de mesa e uvas para vinificação, sendo a dose de aplicação de 300 a 400 g/ha.

Ksar Vitis é um fungicida inovador que contém duas substâncias activas (s.a.) na sua composição: cresoxime-metilo e penconazol. Tem ação preventiva, curativa e anti-esporulante.

As s.a.de Ksar Vitis pertencem a dois grupos: estrobilurinas (QoI) e triazóis (DMI), com modos de acção distintos. Este novo fungicida tem acção nos diferentes estados de desenvolvimento dos fungos, actuando sobre estes de diferentes formas.

Segundo a Sapec, o Ksar Vitis impede, por um lado, a respiração ao nível da mitocôndria impossibilitando a formação de ATP, energia essencial ao desenvolvimento do patogéneo. Por outro lado, actua ao nível da membrana celular, nomeadamente através da inibição da síntese dos esteróis fazendo com que, também por esta via, se inviabilize o desenvolvimento do fungo.

Existe uma sinergia comprovada entre as duas s.a. de Ksar Vitis. A composição inovadora de Ksar Vitis garante uma maior eficácia do fungicida, comparativamente à eficácia obtida com a aplicação das duas moléculas misturadas em tanque, considerando as mesmas doses de cada uma.

A mistura das duas s.a. presentes na formulação do Ksar Vitis, com diferentes modos de acção, contribui para a redução do risco de aparecimento de resistências.

Após a aplicação, para além de se fixar às ceras cuticulares, Ksar Vitis tem a capacidade de se redistribuir na fase vapor, garantindo uma completa cobertura dos tecidos. Penetra no interior dos tecidos onde manifesta um marcado movimento translaminar e sistémico.

Resistente à lavagem

O Ksar Vitis resiste fortemente à lavagem, pelo que a precipitação não influencia a eficácia do tratamento. Deve ser aplicado de forma preventiva, desde o estado de folhas livres até ao pintor, posicionando os tratamentos na época e estados de maior susceptibilidade às doenças. Tem uma elevada persistência de acção, diz a Sapec.

A formulação WG Advance permite uma mais rápida e segura preparação da calda de aplicação, sendo mais segura para o ambiente e aplicador. “Esta é de facto uma inovadora e importante solução para o controlo de oídio e black rot, diferenciada e adaptada ao mercado”, acrescenta a empresa.

A Sapec Agro tem feito diversas acções de lançamento e divulgação desta nova solução, nas diferentes regiões do País, dirigidas a distribuidores, técnicos e agricultores.

Esteve já no Minho (EVAG- Estação Vitivinícola Amândio Galhano), Douro (Quinta da Pacheca), Oeste (Quinta de Sant´Ana), Beira Litoral (EVB – Estação Vitivinícola da Bairrada) e Alentejo (Évora – Vila Galé).

Estará ainda durante o mês de Abril na Beira Interior (Casa de Santar) e no Ribatejo (Quinta do Casal Branco).

Ficha Técnica

O Ksar Vitis é um fungicida sistémico com movimento translaminar, composto por cresoxime-metilo e penconazol. O cresoxime-metilo pertence ao grupo químico das estrobilurinas (QoI – Quinone outside Inhibitors), atuando ao nível do processo respiratório. É classificado como pertencente ao Grupo 11 do Fungicide Resistance Action Committee (FRAC). O penconazol pertence ao grupo químico dos Inibidores da Biossíntese do Ergosterol (SBI) mais conhecidos como fungicidas DMI, classificado no Grupo 3 do FRAC.
O produto tem acção preventiva, curativa e erradicante e está indicado para o controlo de oídio e podridão-negra (black-rot) em Videira.

Tipo de Produto: Fungicidas
Formulação: Grânulos dispersíveis em água com 25,0% de cresoxime-metilo e 8,75% de penconazol
Família Química: Estrobilurinas (QoI) e triazóis
Número APV: AV 0709

Embalagens:
. 60g
. 600g
. 3kg

Agricultura e Mar Actual

Verifique também

Cotações – Bovinos – Informação Semanal – 11 a 17 Novembro 2019

Análise SIMA – Sistema de Informação de Mercados Agrícolas As cotações médias nacionais dos novilhos …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.