Início / Economia / Exportações crescem 6,2% em Fevereiro com défice comercial a aumentar 170 M€

Exportações crescem 6,2% em Fevereiro com défice comercial a aumentar 170 M€

As exportações e importações aumentaram 6,2% e 8,5%, respectivamente, em termos nominais em Fevereiro de 2018, desacelerando ambas face ao mês anterior (+10,0% e +12,1% em Janeiro de 2018, pela mesma ordem), divulga o Instituto Nacional de Estatística (INE).

Destaque-se que o crescimento das exportações de material de transporte representou mais de dois terços (69,2%) do acréscimo global neste mês.

Défice comercial

O défice da balança comercial de bens foi de 991 milhões de euros em Fevereiro de 2018, mais 170 milhões de euros que no mês homólogo de 2017.

Excluindo os combustíveis e lubrificantes a balança comercial atingiu um saldo negativo de 646 milhões de euros, tendo aumentado 118 milhões de euros em relação ao mesmo mês de 2017.

No trimestre terminado em Fevereiro de 2018, as exportações e as importações de bens aumentaram respectivamente 5,6% e 6,8% face ao período homólogo.

Principais clientes

Em Fevereiro de 2018, tendo em conta os principais países de destino em 2017, salientam-se os crescimentos face ao mês homólogo de 2017 nas exportações para Alemanha e França (+16,4% e +13,3%, respectivamente). Neste mês apenas as exportações para Angola diminuíram (-25,9%).

No caso dos principais fornecedores em 2017, em Fevereiro de 2018 as importações provenientes de Espanha, Alemanha e França apresentaram os maiores aumentos (+10,3%, +9,9% e +15,5%, respectivamente). A Rússia destaca-se com o maior decréscimo (-68,7%), justificado sobretudo pelos Combustíveis e Lubrificantes.

Pode consultar o documento completo do INE aqui.

Agricultura e Mar Actual

loading...

Verifique também

Selos para marcação de espécies de caça maior abatida à venda no ICNF a partir de 24 de Setembro

O ICNF — Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas informa que os selos …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.