Início / Mar / Ambiente / Voluntários da Universidade Europeia recolhem duas toneladas de lixo das praias do Estuário do Sado

Voluntários da Universidade Europeia recolhem duas toneladas de lixo das praias do Estuário do Sado

Partilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Estudantes, professores, colaboradores e parceiros da Universidade Europeia, do IPAM e do IADE- Universidade Europeia juntaram-se, no passado dia 17 de Maio, para ajudar a eliminar a contaminação do ecossistema das pradarias marinhas do estuário do Sado, provocado pelo plástico introduzido pela comunidade piscatória e lúdica local na prática da mariscagem. Foram recolhidas 1.786 embalagens de sal de cinco praias junto ao Estuário do Sado e ainda duas toneladas de lixo diverso.

Realizada em parceria com a Ocean Alive, a iniciativa de responsabilidade social da Universidade Europeia, IPAM e IADE – Universidade Europeia contou com a participação de 300 voluntários que, apoiaram a campanha “Mariscar SEM Lixo” contribuindo de forma simbólica para os objectivos de desenvolvimento sustentável estipulados pelas Nações Unidas, nomeadamente, no que diz respeito à protecção do ambiente e da vida marítima.

O Dia da Responsabilidade Social das três instituições de ensino superior insere-se num compromisso global do Grupo Laureate em criar impacto positivo na sociedade, incentivando o envolvimento das suas diferentes instituições espalhadas pelo mundo com a resolução de problemas reais das comunidades locais.

5ª edição

Esta iniciativa, que este ano celebrou a sua 5ª edição, foi distinguida, em 2015, pela APEE – Associação Portuguesa de Ética Empresarial, como uma boa prática de Responsabilidade Social na categoria Voluntariado e, o ano passado, foi seleccionada, entre 50 boas práticas universitárias de Responsabilidade Social, como uma das cinco melhores do país, pela Comissão Sectorial para a Educação e Formação e pelo Instituto Português da Qualidade.

A campanha “Mariscar SEM Lixo” tem suscitado uma grande adesão e provocado um impacto considerável na região do Estuário do Sado, contando com o suporte institucional da UNESCO e com o patrocínio da Fundação Oceano Azul/Oceanário de Lisboa. Este ano já foram realizadas várias acções de voluntariado na área, tendo sido recolhidas mais de 28 mil embalagens de sal fino.

Agricultura e Mar Actual

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •   
  •   
  •   
  •   
  •  

Verifique também

PSD pede à ministra da Agricultura que esclareça atribuição de terrenos agrícolas em Idanha-a-Nova

Partilhar              O Grupo Parlamentar do Partido Social Democrata (PSD) quer saber o que se passou com …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.