Início / Agricultura / Vinhos portugueses crescem significativamente no mercado alemão

Vinhos portugueses crescem significativamente no mercado alemão

A Associação Alemã da Vinha e do Vinho (Deutscher Weinbauverband e.V.) publicou recentemente dados sobre a importação alemã dos vinhos. Segundo divulga a Aicep, no período de Outubro de 2015 a Setembro de 2016, as importações alemãs de vinho diminuíram 0,9% em valor e 2,4% em volume em comparação com o período homólogo de 2015/2016, atingindo no total 2,38 mil milhões de euros.

Mas, é de “notar que Portugal inverteu a tendência geral do mercado aumentando significativamente as exportações tanto em valor (+6,2%) como em volume (+6,7%). Entre os maiores países fornecedores do mercado alemão (com uma quota menor a 1%) e para além de Portugal, somente a Itália (+2,8 em valor; +1,9% em volume) e a Áustria (+12,2 em valor, mas – 2% em volume) aumentaram as exportações para este mercado enquanto países com p.ex. a França (- 4,4% em valor e volume) e Espanha (-0,3% em valor; -5,1% em volume) tiveram que enfrentar diminuições”, acrescenta a Aicep.

Portugal em 9º

Conforme estes dados, Portugal continua a ocupar a posição nº 9 entre os países fornecedores da Alemanha no sector de vinho, atingindo no período em análise um valor de cerca de 38 milhões de euros.

No decorrer do mês de Novembro, a Wines of Portugal (ViniPortugal) organizou nas cidades alemãs de Hamburgo e de Munique com grande sucesso uma série de eventos e de provas de vinhos portugueses que mais uma vez provocaram grande interesse por parte do trade, de multipliers e de consumidores qualificados locais.

Agricultura e Mar Actual

 
       
   
 

Verifique também

Empresa belga procura fabricante especializado em mobiliário feito com madeira maciça

Partilhar              Uma empresa belga de design de interiores procura um fabricante especializado em mobiliário feito com …

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.