Início / Agricultura / Vinhos da Quinta do Monte d’Oiro distinguidos pela Wine Advocate

Vinhos da Quinta do Monte d’Oiro distinguidos pela Wine Advocate

Os vinhos da Quinta do Monte d’Oiro foram aprovados com distinção pela Wine Advocate de Robert Parker, o mais influente e exigente crítico de vinhos do mundo, que destacou o Ex Aequo 2011 no seu Best of 2015, ao atribuir-lhe uns expressivos 95 pontos, que o posicionam num patamar de elite mundial dos vinhos.

Mark Squires, o provador responsável pelos vinhos portugueses nesta publicação, atribuiu elevadas pontuações a um conjunto alargado de vinhos da Quinta do Monte d’Oiro, reconhecendo desta forma “todo o trabalho que tem vindo a ser desenvolvido no projecto, onde são evidentes o rigoroso cumprimento dos protocolos de vinificação, o controlo das maturações, o sacrifício da quantidade face à qualidade e a paixão do seu produtor”, diz a casa produtora em comunicado.

Para além do grande triunfo do Ex Aequo 2011, que beneficiou dos rasgados elogios de Mark Squires – na crítica do provador oficial, pode ler-se “é um dos melhores vinhos portugueses produzidos com Syrah”- o Quinta do Monte d’Oiro Reserva 2011 conquistou 94 pontos, ganhando um ponto relativamente às duas colheitas anteriores, que haviam alcançado a já excepcional pontuação de 93 pontos.

O tinto Quinta do Monte d’Oiro Lybra 2012, vinho de entrada do produtor, entrou directamente para a gama da excelência ao serem-lhe atribuídos 90 pontos. A colheita de 2009 viu a sua anterior classificação revista em alta para 90 pontos, o que vem comprovar a sua extraordinária capacidade de evolução em garrafa, uma mais-valia aportada pelo terroir único desta quinta de Alenquer.

Localizada na região de Lisboa, a Quinta do Monte d’Oiro é uma referência na produção de vinhos notáveis desde o séc. XVII. Em 1986 foi adquirida pelo conaisseur gastronómico José Bento dos Santos, que replantou as suas melhores parcelas com as castas mais adequadas para se adaptaram aos seus desígnios de elaborar vinhos de alto gabarito.

Pode consultar as classificações em www.erobertparker.com.

Pontuação atribuída pela Wine Advocate de Robert Parker aos vinhos Quinta do Monte d’Oiro:
• Quinta do Monte d’Oiro Ex-Aequo 2011 – 95 pontos
• Quinta do Monte d’Oiro Lybra Viognier & Arinto 2014 – 89 pontos
• Quinta do Monte d’Oiro Madrigal 2014 – 92 pontos
• Quinta do Monte d’Oiro Syrah 24 2012 – 93 pontos
• Quinta do Monte d’Oiro Lybra 2009 – 90 pontos
• Quinta do Monte d’Oiro Lybra 2012 – 90 pontos
• Quinta do Monte d’Oiro Reserva 2011 – 94 pontos
• Quinta do Monte d’Oiro Têmpera – 90 pontos
• Quinta do Monte d’Oiro Aurius – 91 pontos

Os vinhos
Quinta do Monte d’Oiro Ex Aequo – Produzido a partir das castas Syrah e Touriga Nacional, apresenta fruto maduro de grande qualidade, cassis, ameixa preta, notas minerais e apimentadas, com enorme elegância. Impressiona na limpeza e na expressão da fruta, de sabor austero, apimentado, com taninos de cetim e final muito longo, pleno de personalidade e distinção. É ideal para acompanhar com borrego, cabrito e pombo.

Quinta do Monte d’Oiro Lybra Viognier & Arinto – produzido a partir das castas Viognier, Arinto e Marsanne, estagiou durante 5 meses em cubas de inox. É um vinho límpido e brilhante. No nariz é aberto, preciso e elegante, com aromas muito finos a citrinos e alperces. Ressalta no palato toda a sua frescura e mineralidade, com notas de lima e flor de laranjeira. O final é muito aromático, confirmando o caracter fresco e gracioso. É ideal para acompanhar com pratos leves de verão, saladas, peixes e carnes brancas.

Quinta do Monte d’Oiro Madrigal – produzido a partir da casta Viognier, apresenta flores secas, “pot pourri”, geleia de frutas no aroma meloso e intenso. Cheio, mas ao mesmo tempo delicado e pleno de frescura na boca. Cremoso, impositivo e cheio de caracter varietal. É ideal para acompanhar com pratos de peixe e carne com molhos cremosos.

Quinta do Monte d’Oiro Syrah 24 – produzido a partir da casta Syrah, apresenta fruto maduro de grande qualidade, cassis, ameixa preta, notas minerais e apimentadas, com enorme elegância. Impressiona na limpeza e na expressão da fruta, de sabor austero, apimentado, com taninos de cetim e final muito longo, pleno de personalidade e distinção. É ideal para acompanhar com borrego, cabrito e pombo.

Quinta do Monte d’Oiro Lybra – produzido a partir da casta Syrah, é extremamente elegante no aroma a bagas silvestres e especiarias. Elegância que continua na boca acetinada, num conjunto muito polido, sumarento, com fruto de qualidade no final distinto. É ideal para acompanhar com patés de pato, javali ou pombo e pratos de bacalhau, peixes bem condimentados e pratos de porco preto.

Quinta do Monte d’Oiro Reserva – Produzido com as castas Syrah e Viognier, apresenta uma grande presença aromática, com imponente fruta madura, pimenta preta, madeira de grande qualidade, muito discreta e perfeitamente integrada. Na boca impressiona pela textura de veludo dos taninos, a barrica não se sente. Vigor e elegância dão as mãos no final firme e mito longo. É ideal para acompanhar com pratos muito ricos como perdizes, vitela ou capão.

Quinta do Monte d’Oiro Têmpera – Produzido da casta Tinta Roriz, apresenta um fruto bem maduro, morango, framboesa, um pouco de baunilha da madeira, tudo com finura e elegância aromática. Suave e achocolatado na boca, revela um fruto muito limpo e de grande qualidade, acetinado, fresco, com final longo pontuado por notas de especiarias. Trata-se de um tinto muito polido e bastante sedutor.

Quinta do Monte d’Oiro Aurius – Produzido a partir das castas Touriga Nacional, Syrah e Petit Verdot, apresenta imponência no aroma com grande finura e elegância de fruto, nuances florais discretas e muito bem integradas. Boca sedosa, lembrando, bombom de cereja, cacau amargo, especiarias com grande intensidade e requinte.

A Quinta
A Quinta do Monte d’Oiro, localizada em Alenquer, é conhecida desde o século XVII como um local privilegiado para a produção de grandes vinhos. O objectivo do produtor José Bento dos Santos, conhecido comunicador e divulgador de gastronomia e vinhos, passa por elaborar vinhos de alta qualidade ao estilo europeu (“Velho Mundo”), respeitando o terroir existente – uma combinação única de solos e clima. Nas vinhas do Monte d’Oiro estão plantadas as castas Syrah, Touriga Nacional, Tinta Roriz, Petit Verdot e Viognier, com as quais o produtor tem elaborado alguns dos vinhos mais aplaudidos em Portugal e no mundo.

Vinalda, a distribuidora
A Vinalda é a maior distribuidora nacional exclusivamente dedicada a vinhos. O seu portefólio destaca-se por apresentar as mais prestigiadas marcas das principais regiões vínicas de Portugal, bem como grandes produtores internacionais. Em Portugal, representa as seguintes regiões vínicas: Minho (Montez Champalimaud, Palácio da Brejoeira, Quinta da Calçada e Quinta de Covela), Douro (Casa de Arrochella – Grandes Quintas e Vila Flôr, Montez Champalimaud, Palestra e Quinta das Tecedeiras), Dão (Casa de Santar, Paço dos Cunhas de Santar e Cabriz), Bairrada (Quinta do Encontro), Tejo (Casa Cadaval), Lisboa (Colares de Chitas e Quinta do Monte d’Oiro) e Alentejo (Herdade Monte da Cal e Monte da Ravasqueira).

Além disso, a Vinalda evidencia-se também na distribuição de águas premium, como San Pellegrino e Acquapanna. Fundada há quase 70 anos, a companhia tem uma expertise que lhe permite ter um papel precursor – inovando e surpreendendo – e assumir-se com uma consultora especializada, fazendo a ponte entre o produtor e um consumidor sempre mais exigente.

Agricultura e Mar Actual

 
       
   
 

Verifique também

Economia do Mar no centro do estreitamento de relações entre Portugal e São Tomé e Príncipe

Partilhar              O ministro da Economia e do Mar de Portugal, António Silva Costa, reuniu-se ontem, 30 …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.