Início / Agricultura / Vila Pouca de Aguiar lidera corrida aos fundos comunitários do Norte 2020

Vila Pouca de Aguiar lidera corrida aos fundos comunitários do Norte 2020

Partilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

O tecido empresarial de Vila Pouca de Aguiar está à frente na região do Alto Tâmega em projectos aprovados no Programa Operacional Regional do Norte 2014-2020.  O Norte 2020 é o instrumento financeiro de apoio ao desenvolvimento regional do Norte de Portugal, gerido pela CCDR-N, que aplicará durante os próximos anos 3,4 mil milhões de euros de verbas comunitárias.

Até ao final de 2016, o Alto Tâmega viu aprovados 17 projectos para aplicar na região, em grande parte no tecido empresarial. Desses, seis dizem respeito ao concelho de Vila Pouca de Aguiar (a que acrescem mais dois inter-municipais), divulga a autarquia.

As empresas Transgranitos, LGC e Agroaguiar surgem em destaque por verem aprovadas candidaturas que valorizam os produtos locais que exploram e que, em parte, vão ao encontro do mercado internacional.

Granito, minérios e agro-alimentar

Granito, minérios e agro-alimentar estão entre os sectores em destaque no Norte 2020, no que concerne ao concelho de Vila Pouca de Aguiar.

Além de uma maior quantidade de projectos aprovados, as empresas aguiarenses são nesta altura as que têm um investimento elegível mais alto (no total, 2,73 milhões de euros) e os mais elevados fundos aprovados (mais de 1, 78 milhões de euros).

Além dos seis projectos referidos, há mais dois que beneficiam directamente o território concelhio; nestes casos, os beneficiários são a Associação Empresarial do Alto Tâmega e a Comunidade Intermunicipal do Alto Tâmega.

A autarquia salienta que os serviços da câmara, liderada por Alberto Machado, têm um gabinete de fundos comunitários que se encontra disponível para esclarecer e apoiar as pessoas e empresas que tenham ideias e projectos de candidatura ao actual quadro comunitário.

Agricultura e Mar Actual

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •   
  •  

Verifique também

Associação de Proprietários Rurais contra “intenção de acabar com os cercados de caça maior”

Partilhar            A Associação Nacional de Proprietários Rurais Gestão Cinegética e Biodiversidade (ANPC) está preocupada com algumas …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.