Início / Agricultura / Vasco Cordeiro reivindica apoio suplementar para os Açores junto do Comissário Europeu da Agricultura

Vasco Cordeiro reivindica apoio suplementar para os Açores junto do Comissário Europeu da Agricultura

Partilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

O presidente do Governo açoriano reivindicou hoje, 9 de Junho, na reunião que manteve com o Comissário Europeu da Agricultura, um apoio suplementar a atribuir aos Açores no âmbito do POSEI, para ajudar os produtores de leite da Região, face à situação que se vive no sector.

“O que é necessário estabelecer é questão de princípio, ou seja, os Açores necessitam de um apoio suplementar para fazer face a esta situação de crise do sector leiteiro”, afirmou Vasco Cordeiro, após o encontro com Phil Hogan, que decorreu em Santarém.

Nesta reunião de trabalho, segundo o presidente do Governo dos Açores, foram abordadas matérias que constituem “boas pistas de trabalho”, nomeadamente a possibilidade das indústrias açorianas integrarem missões empresariais no âmbito da União Europeia.

“Há um trabalho que será feito e continuaremos a insistir em algumas medidas que são fundamentais, nomeadamente a questão de um apoio suplementar no âmbito do POSEI, um instrumento de grande importância para ajudar a lidar com as especificidades dos Açores”, frisou Vasco Cordeiro.

Em declarações aos jornalistas na Feira Nacional de Agricultura, onde acompanhou o Comissário Europeu e o Ministro da Agricultura, Capoulas Santos, numa visita ao pavilhão da Associação Agrícola de São Miguel, o Presidente do Governo adiantou, por outro lado, que teve oportunidade de voltar a convidar Phil Hogan a visitar os Açores para conhecer a realidade e as especificidades da Região, que derivam do distanciamento e da insularidade.

Existe uma diferença de diagnóstico entre o Executivo Regional e a Comissão Europeia sobre as causas da situação do sector leiteiro, disse o Presidente do Governo, reafirmando que o problema não está na produção, mas sim na componente da comercialização e da exportação de produtos lácteos.

“É aí que se deveria centrar o grande esforço da Comissão Europeia”, preconizou Vasco Cordeiro, considerando que se verificam, actualmente, fragilidades quanto à capacidade da Comissão Europeia de controlar um aumento de produção, não reconhecendo ainda que a abolição do regime de quotas levou, em grande medida, a essa situação, agravada, substancialmente, com o embargo russo e com a diminuição do consumo de produtos lácteos em mercados emergentes.

Agricultura e Mar Actual

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •   
  •  

Verifique também

Mar 2020 aprova apoios para pescadores e armadores para atenuar efeitos da Covid-19

Partilhar            A Autoridade Gestora do Mar 2020 informa que começaram, no passado dia 29 de Maio, …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.