Início / Agricultura / Valpaços larga 11 mil insectos para luta contra a praga da vespa do castanheiro

Valpaços larga 11 mil insectos para luta contra a praga da vespa do castanheiro

Partilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

A Câmara Municipal de Valpaços, só na última semana de Maio e primeira de Junho, efectuou 88 largadas do insecto parasita que combate a vespa do castanheiro, num total de 11 mil insectos, um investimento a rondar os 20 mil euros.

A luta biológica consiste na largada dos parasitóides ‘Torymus sinensis’, insectos que se alimentam das larvas que estão nas árvores e são capazes de exterminar a vespa.

O Município de Valpaços “tem feito tudo o que está ao seu alcance para minimizar os impactos da praga da vespa do castanheiro e, sobretudo, travar a sua disseminação”, salienta fonte institucional da autarquia presidida por Amilcar de Castro Almeida.

Acções de sensibilização, técnicos no terreno e disponibilidade de meios técnicos e financeiros a expensas do Município de Valpaços. “Foram e continuam a ser as armas de luta que está a ser levada a cabo” numa parceria entre a RefCast — Associação Nacional da Castanha, Direcção Regional de Agricultura e Pescas do Norte, Município de Valpaços e ARATM – Associação Regional de Agricultores das Terras de Montenegro.

Em todas as localidades do concelho

Ao todo foram largados no concelho cerca de 11 mil insectos, que abrangeram todas as localidades do concelho onde se produz castanha. Bouçoães, Lebução, Fiães e Nozelos, Tinhela e Alvarelhos, Ervões, Friões, Santiago da Ribeira de Alhariz, Serapicos, Argeriz, S. João da Corveira, Padrela, Santa Maria de Émeres e Vales foram as freguesias alvo de intervenção.

Dada a importância da produção de castanha para a economia do concelho, o Município Valpacense “não tem poupado esforços para travar a praga. Juntamente com as juntas de freguesia tem constituído equipas de prevenção para continuar a vistoriar os soutos com o objectivo de retirar o material contaminado dos castanheiros e impedir a sua propagação”, fria a mesma fonte autárquica.

Agricultura e Mar Actual

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •   
  •  

Verifique também

Agricultura biológica: Escola Superior Agrária de Coimbra recebe visita de parceiros do projecto “DivulgarBio”

Partilhar            A Escola Superior Agrária do Politécnico de Coimbra (ESAC-IPC) recebe amanhã, 14 de Julho, das …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.