Início / Agricultura / Valorfito aumenta em 25% a utilização de sacos de plástico feitos 100% de material reciclado

Valorfito aumenta em 25% a utilização de sacos de plástico feitos 100% de material reciclado

O Valorfito, designação pelo qual é conhecido o Sistema Integrado de Gestão de Embalagens e Resíduos em Agricultura, entre 2019 e 2021, cenários pré e pós pandemia, aumentou em cerca de 25% a distribuição e utilização de sacos de plástico para gestão de embalagens utilizadas. “Com recurso à mais inovadora tecnologia, certifica-se que estes sacos são feitos 100% de material reciclado, promovendo uma estratégia de reutilização e recuperação de recursos, fundamental num contexto de economia circular”, garante o Valorfito.

“Uma ferramenta única em Portugal, utilizada pela fábrica Silvex, que separa automaticamente resíduos por tipo de polímero e cor, permitindo obter um reciclado de elevada qualidade”, garante uma nota de imprensa do Valorfito.

Desde 2019 que o Valorfito tem vindo a aumentar, progressivamente, a distribuição e utilização deste tipo de materiais junto do sector, pelo que, “é cada vez mais importante o trabalho de sensibilização para as boas práticas e estratégias de recuperação de materiais”.

Os sacos produzidos para o Valorfito são feitos com 80% de reciclado pós consumo e os restantes 20% de filler (um material inorgânico), não contendo qualquer quantidade de plástico virgem, o que é “uma enorme mais-valia em termos de sustentabilidade ambiental”.

Um dado que “muito orgulha” a administração do Valorfito, para quem “é cada vez mais importante envolver profissionais, indústria, parceiros e operadores, num esforço e trabalho contínuos em prol da defesa do ambiente. A verdade é que todos os detalhes fazem a diferença nesta enorme cadeia ligada à produção agrícola, pelo que, quando falamos de um caminho de crescimento, rumo a uma agricultura cada vez mais sustentável, falamos sem dúvida destes pequenos (grandes) passos que fazem toda a diferença no circuito global”, refere o seu director-geral, António Lopes Dias.

Agricultura e Mar Actual

 
       
   
 

Verifique também

DGAV actualiza Zona Demarcada para Xylella fastidiosa na Covilhã

Partilhar              A DGAV — Direcção-Geral de Alimentação e Veterinária informa que actualizou a Zona Demarcada para …

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.