Início / Agricultura / UPL investe em biosoluções e transferência de conhecimento para sustentabilidade do olival

UPL investe em biosoluções e transferência de conhecimento para sustentabilidade do olival

A UPL Portugal realizou o I Fórum Técnico do Olival, a 6 de Abril, em Beja, em parceria com o seu distribuidor Agrobeja, contando com a participação de olivicultores e técnicos da região.

A companhia revelou a sua aposta estratégica no desenvolvimento de soluções biológicas para protecção e nutrição da cultura do olival e na transferência de conhecimento para o sector, através da Cátedra “UPL Olive Health”, criada em parceria com a Universidade de Córdoba.

O professor Antonio Trapero Casas, investigador da Escuela Técnica Superior de Ingeniería Agrónomica y de Montes da Universidade de Córdoba, convidado especial neste Fórum e director da Cátedra “UPL Olive Health”, realizou uma apresentação sobre “Doenças emergentes no olival em sebe”, enumerando a tuberculose, a lepra e o cancro como algumas das doenças a que o olival em sebe está mais sujeito, devido a feridas provocadas nas oliveiras pelas máquinas de poda e de colheita, sendo uma porta de entrada para fungos e bactérias.

Por sua vez, André Alpalhão, responsável de marketing da UPL Portugal, apresentou a estratégia Pronutiva Olea dirigida à cultura do olival, composta por uma gama de soluções para protecção e nutrição do olival, com o objectivo de aumentar a rentabilidade do agricultor e diminuir o número total de tratamentos e o nível de resíduos na cultura.

Os três produtos chave da gama são Syllit 544 SC (nova geração fungicida à base de Dodina para controlo de gafa e olho-de-pavão), Novicure (o cobre tecnologicamente avançado na forma de sulfato tribásico) e Goëmar Goactiv Pro (o fisioativador que potencia a taxa de vingamento dos frutos).

No encontro, Antonio Trapero Casas explicou que a Dodina é uma molécula eficaz a controlar o olho-de-pavão: “o Syllit 544 SC tem acção erradicante da infecção recém-estabelecida e efeito secundário no controlo da tuberculose da oliveira, é mais eficaz do que muitos cobres que já avaliámos”, afirmou.

Soluções biológicas

O futuro da protecção do olival passa pela crescente utilização de soluções biológicas e nesta área a UPL tem em fase de desenvolvimento novos produtos, entre os quais, microrganismos antagonistas para controlo da verticiliose, que chegarão em breve ao mercado.

As biosoluções já representam 21% do portfolio da UPL e, até 2030, a companhia tem como objectivo que 50% da sua oferta seja composta por biosoluções e serviços digitais. “A transição das empresas (de protecção das plantas) para smart farming companies vai acontecer mais rapidamente no Sul da Europa e nós na UPL, como empresa ágil, temos capacidade para liderar esta mudança”, afirmou Sérgio Trindade, director comercial da UPL Portugal.

Cátedra UPL Olive Health

“Em resultado da colaboração que mantemos com a UPL há vários anos, avaliando os seus produtos biológicos e químicos de síntese para protecção do olival, propus a criação de uma Cátedra sobre fitossanidade do olival”, explica Antonio Trapero Casas.

Os objectivos da Cátedra “UPL Olive Health” são a transferência de conhecimento para os olivicultores, apoio à formação académica (mestrados e doutoramentos) e apoio a linhas de investigação sobre controlo biológico e soluções digitais para diagnóstico de pragas e doenças e apoio à tomada de decisão nos tratamentos.

Esta Cátedra é um projecto no âmbito do propósito OpenAg da UPL, no qual a inovação, a colaboração e o conhecimento são eixos fundamentais para uma rede agrícola aberta, sem limites nem fronteiras, que alimenta um crescimento sustentável para todos. “É um passo importante para ajudarmos os nossos olivicultores a conseguir melhores resultados através da transferência de conhecimento”, conclui Sérgio Trindade.

Agricultura e Mar

 
       
   
 

Verifique também

Ordem dos Médicos Veterinários defende criação do assistente social para combater abandono de animais

Partilhar              A Ordem dos Médicos Veterinários (OMV) assinala o Dia Internacional do Animal Abandonado que se …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.