Início / Agricultura / Uma semana após concentração de tractores, produtores de leite continuam sem respostas. “É uma falta de respeito”

Uma semana após concentração de tractores, produtores de leite continuam sem respostas. “É uma falta de respeito”

Partilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Uma semana após a manifestação de produtores de leite, que reuniu cerca de 200 tractores e 500 produtores entre Ribeirão e Trofa, reivindicando um preço justo do leite à produção, a direcção da Aprolep — Associação dos Produtores de Leite de Portugal garante que continua sem respostas dos retalhistas e do Governo. Acusa a cadeia de supermercados Lidl de “falta de respeito pelos produtores” e diz ser “tempo” de a ministra da Agricultura, Maria do Céu Antunes intervir.

“Continuamos sem qualquer resposta pública por parte das cadeias de distribuição que vendem o leite ao consumidor. Pelo contrário, os supermercados Lidl acabam de anunciar uma promoção com leite de marca própria a 42 cêntimos, o que corresponde a 39,6 cêntimos mais IVA. Um preço absurdo. Uma falta de respeito pelos produtores”, refere a Aprolep em comunicado.

Para a direcção da Associação, “é revoltante continuar a assistir a esta destruição do valor do leite, a esta constante desvalorização e utilização do leite como isco para atrair consumidores, quando estamos há meses a receber o pior preço do leite entre os 27 países da União Europeia, 6 cêntimos abaixo da média comunitária e dos custos de produção que dispararam com o aumento do preço das rações”.

“Enquanto a distribuição não mudar de atitude, vamos denunciar publicamente e à porta dos supermercados, com ou sem aviso prévio, de várias formas possíveis, que somos nós que sofremos com o milagre dos preços baixos todo o ano”, garante a Associação.

Por outro lado, diz o mesmo comunicado que “é tempo da Senhora Ministra da Agricultura ouvir e responder às nossas dificuldades. É tempo de dizer claramente que está ao lado dos produtores que pedem um preço justo para o leite. É tempo de apoiar publicamente a nossa luta pela valorização do leite e por uma justa repartição do valor ao longo da cadeia entre distribuição, indústria e produção. É tempo da senhora ministra se empenhar e promover um acordo para uma nova atitude entre indústria e distribuição que salve a produção de leite em Portugal”.

Agricultura e Mar Actual

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •   
  •   
  •   
  •   
  •  

Verifique também

Associação Empresarial da Região do Algarve está a recrutar formadores na área da Gestão Ambiental

Partilhar              O NERA — Associação Empresarial da Região do Algarve encontra-se a recrutar formadores na área …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.