Início / Lazer / Um olhar sobre o mercado português de iGaming em 2020

Um olhar sobre o mercado português de iGaming em 2020

Partilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

O iGaming português está entre os mais recentes mercados regulamentados emergentes, mas é também um dos mais prósperos desta indústria a nível mundial. Com as receitas a dispararem, o jogo online é um dos sectores mais lucrativos do país. O jogo legal é habitualmente seguido de um notável aumento do turismo, que também é uma importante indústria portuguesa.

Mas além de ser uma fonte de rendimento considerável, a legalização do jogo online serve também para proteger os jogadores. Os mercados negros sempre existirão e é impossível para qualquer país erradicá-los completamente. Quando essas operações são regulamentadas por leis, os apostadores podem jogar num ambiente muito mais seguro. Assim deixa de existir a necessidade do mercado negro, pois as operadoras que não obedecem às regras impostas são severamente punidas.

O mercado regulado português de iGaming foi lançado em Maio de 2016 e apenas um mês depois tornou-se um dos locais mais interessantes para operadores globais e fornecedores de software ansiosos por apresentar os seus produtos a novos públicos. Embora 2019 tenha sido um ano recorde para o jogo online em Portugal, o ano em curso acabou por ser ainda mais próspero.

Mercado de iGaming português atinge novo recorde de receita no primeiro trimestre de 2020

No quarto trimestre de 2019, o jogo online em Portugal gerou receitas de 65,4 milhões de euros, o que foi um recorde para o mercado do país. Justamente quando parece que não podia ser melhor, o primeiro trimestre de 2020  apresentou resultados surpreendentes.

Dados divulgados pela entidade reguladora do Serviço Regulação e Inspecção de Jogos do Turismo de Portugal (SRIJ), revelam que, nos primeiros três meses de 2020, os operadores de jogo online licenciados localmente geraram receitas de 69,8 milhões de euros. Comparado com o mesmo período do ano passado, é um aumento de 47,5%.

Entre 1 de Janeiro a 31 de Março de 2020, dez operadores licenciados de apostas desportivas online reportaram um aumento de receitas de 39,2% para 34,5 milhões de euros, enquanto o volume de apostas aumentou 13,5% para 149 milhões. É uma queda significativa nas vendas em comparação com os 185,3 milhões de euros do quarto trimestre de 2019, reflectindo a suspensão de grandes eventos esportivos em meados de 2020 devido à pandemia global.

Por outro lado, os 12 operadores licenciados para casino online viram a receita disparar 56,5% para 35,3 milhões de euros com os gastos a atingirem os 960,8 milhões, um aumento de quase 58% desde o primeiro trimestre de 2019 e quase 100 milhões acima do quarto trimestre

157.400 novas contas foram registadas no primeiro trimestre de 2020, quase um terço a mais que no mesmo período do ano anterior, mas 6,5% abaixo do quarto trimestre. Além disso, o número de jogadores que se inscreveram em programas de auto-exclusão aumentou para 52.100 — um aumento de 4.300 em relação ao quarto trimestre.

Segundo trimestre

Depois de ter quebrado o seu recorde no primeiro trimestre de 2020, o segundo trimestre do ano trouxe ainda mais receitas para o mercado regulado de jogos de azar online em Portugal. Pelo segundo trimestre consecutivo, outro recorde foi alcançado com os operadores licenciados a gerarem um total colectivo de 48,3 milhões de euros nos três meses até 30 de Junho. O valor superou o recorde trimestral anterior de 47,3 milhões, enquanto os números divulgados pelo SRIJ mostraram que o total do segundo trimestre é 29,5% superior ao mesmo período do ano passado.

No primeiro semestre de 2020, Portugal gerou mais receitas do que em todo o ano de 2018, com 95,6 milhões de euros reportados no primeiro e no segundo trimestre, já um pouco acima do total geral do ano passado de 78,9 milhões.

Durante o segundo trimestre, os casinos online ultrapassaram as apostas desportivas como a principal fonte de receita para os operadores, gerando 25,3 milhões de euros em receitas, face aos 22,6 milhões do primeiro trimestre e aos 16,8 milhões no segundo trimestre do ano passado. Os jogadores gastaram um total de 699,8 milhões de euros em casinos online, com as slots a representar 67,03% deste valor.

A roleta francesa ficou em segundo lugar, com 13,49% de participação no mercado, seguida pelo blackjack com 8,08%, enquanto o póquer enfrentava dificuldades. Com os jogos a dinheiro e torneios combinados com uma quota de mercado de casino online de 11,34%, diminuiu em relação aos 13,9% observados no primeiro trimestre.

Novas parcerias firmadas entre marcas líderes para expansão em Portugal

Considerando as suas receitas, o Portugal foi um dos novos mercados de jogo online de crescimento mais rápido. Embora a indústria de casinos físicos tenha sofrido um grande impacto devido ao seu encerramento devido à pandemia, o sector online estava a prosperar.

Embora muitos líderes do sector tenham reconhecido o potencial deste mercado logo após o seu lançamento, o ano de 2020 trouxe maiores perspectivas positivas. Ao fazer parceria com operadoras estabelecidas ou outros provedores, o mercado de iGaming de Portugal agora pode realçar a impressionante oferta de soluções de casino por vários desenvolvedores.

Após a entrada da Playtech e da Microgaming, em Agosto e Dezembro de 2019, outras marcas de renome não ficaram atrás.

Os fornecedores de soluções iGaming que entraram no mercado do país em 2020 foram:

  • A Digitain expandiu-se para Portugal, bem como para a Roménia, em Março de 2020. Esta etapa foi um grande impulso para a presença internacional do fornecedor e atraiu mais clientes para a plataforma.
  • A Play’n GO seguiu os mesmos passos em Abril de 2020 por meio de uma parceria com o PokerStars Casino. O fornecedor foi certificado com sucesso para disponibilizar todo o seu conteúdo a operadores e consumidores portugueses.
  • O próximo na fila foi a Wazdan, que estendeu a sua parceria existente com a Betclic. Com esta extensão, a Wazdan teve a oportunidade de apresentar uma selecção dos seus 30 jogos premium aos jogadores portugueses exclusivamente através da plataforma Betclick.
  • A presença da Pariplay em Portugal foi impulsionada pela assinatura do acordo de parceria com o Grupo Solverde. De acordo com este protocolo, o provedor irá lançar todos os novos conteúdos de jogos inovadores nesta jurisdição através do Solverde.pt.
  • Poucos dias após este acordo, Tom Horn Gaming juntou-se ao Casino Solverde para uma parceria mutuamente benéfica em Portugal.

O que se segue no mercado português de iGaming?

As receitas recordes no primeiro quadrimestre de 2020 indicam o crescimento impressionante deste mercado. O aumento do interesse de marcas líderes em estabelecerem-se em Portugal também é um sinal muito positivo.

O SRIJ referiu que o mercado online português mostrou que é capaz, resistindo e adaptando-se num período de grandes mudanças apesar de não estar muito maduro. De um modo geral, a indústria do jogo a nível mundial foi abalada em 2020 pela infeliz situação global, mas de acordo com as receitas, parece que o mercado do jogo online em Portugal estava a prosperar nessa altura.

Em Abril, os políticos portugueses aprovaram legislação que autorizava o governo a estabelecer “limitações parciais ou totais ao acesso a plataformas de jogo online” durante a pandemia, mas este plano nunca foi seguido. No momento em que o Ministério da Economia decidiu como a medida seria imposta, o estado de emergência já havia sido suspenso.

Em Junho, o regulador português de jogo online afirmou que o mercado retomou “uma actividade progressiva e gradual, retornando aos padrões de jogo” de antes da pandemia. Isso ficou muito claro durante o segundo trimestre recorde, quando o mercado também recebeu um licenciado adicional, pois a Bidluck SA recebeu uma licença de casino online para seu site Bidluck.pt.

À semelhança de todos os mercados de iGaming, o que o futuro reserva para Portugal ainda está por ser revelado. Embora os números estejam a falar por si e sugerindo que dias brilhantes estão chegando para a indústria de jogos de azar online neste país, que nesta situação global incerta, só o tempo dirá com certeza.

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •   
  •  

Verifique também

Concurso de fotografia “Arcos pela Lente” tem candidaturas abertas até 30 de Novembro

Partilhar            A Câmara Municipal de Arcos de Valdevez encontra-se a promover o concurso “Arcos pela Lente”, …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.