Início / Featured / Um morto e um ferido nas obras de expansão do molhe Leste do Porto de Sines

Um morto e um ferido nas obras de expansão do molhe Leste do Porto de Sines

A Administração do Porto de Sines informa que esta manhã, de 24 de Novembro, registou-se um acidente nas obras de expansão do Molhe Leste, obra esta adjudicada à empresa Conduril, que resultou numa vítima mortal, um homem de 63 anos, e um ferido grave.

“Uma vaga atingiu um dos equipamentos de trabalho, tendo provocado a queda do mesmo ao mar e originado a morte do condutor do equipamento e causado ferimentos graves noutro trabalhador”, de 46 anos, diz um comunicado daquela infra-estrutura portuária.

E adianta que “foram deslocados, prontamente, meios de socorro e salvamento para o local, em estreita articulação entre a Autoridade Marítima, Autoridade Portuária e Protecção Civil”.

Relembre-se que a Marinha e a Autoridade Marítima Nacional tinham alertado para agravamento da agitação marítima na costa ocidental de Portugal continental a partir de ontem, 23 de Novembro. “A agitação marítima será caracterizada por uma ondulação proveniente do quadrante Noroeste, com uma altura significativa que poderá atingir os sete metros e uma altura máxima de 13 metros, com um período médio a variar entre os 16 e 18 segundos”, alertavam aquelas entidades.

Expansão do Molhe Leste

A obra referente ao prolongamento do Molhe Leste do Porto de Sines foi consignada à Conduril – Engenharia. Com um montante de investimento de cerca de 72 milhões de euros, a empreitada prevê a extensão do molhe em 750 metros, o que permitirá reforçar a protecção da zona leste do porto de Sines, designadamente, no que respeita à próxima fase de expansão do Terminal de Contentores de Sines – Terminal XXI, sob a responsabilidade da concessionária PSA Sines.

Com data de conclusão prevista para o primeiro trimestre de 2023, o prolongamento desta infra-estrutura de protecção criará as condições ideais para a recepção, em simultâneo, de quatro dos maiores porta-contentores em operação no Mundo, com 400 metros de comprimento fora-a-fora.

Concluída esta próxima fase de expansão, o Terminal XXI duplicará a sua capacidade instalada para 4.1 milhões de TEU (1 TEU = 1 contentor de 20 pés), o que lhe permitirá projectar a sua posição no contexto internacional, melhorando o seu índice de conectividade aos principais mercados mundiais, numa oferta alargada.

Agricultura e Mar

 
       
   
 

Verifique também

CAP promove debate sobre Planos de Gestão de Região Hidrográfica 2022-2027

Partilhar              A CAP — Confederação dos Agricultores de Portugal promove no auditório da sua sede, em …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.