Início / Apoios e Oportunidades / UE dá 5 milhões para projecto pecuário em Angola

UE dá 5 milhões para projecto pecuário em Angola

Partilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

A União Europeia vai contribuir este ano com 5 milhões de euros para financiar a segunda fase do projecto Sanga em Angola, disse ontem o representante do Fundo da Nações Unidades para Alimentação e Agricultura (FAO), em Lubango, Angola. O objectivo deste financiamento é dar continuidade ao projecto iniciado em 2008, relata o site Macauhub.

Matteo Tonini, representante da FAO para a região sul de Angola, acrescentou que aquele montante servirá igualmente para apoiar as campanhas de vacinação bovina, recuperação dos postos e mangas de vacinação, de pequenos depósitos de água para abeberamento do gado e furos de água nas localidades abrangidas.

O projecto Sanga centra-se na construção de infra-estruturas de apoio ao desenvolvimento da actividade pecuária em cinco províncias de Angola, Huíla, Benguela, Namibe, Cunene e Huambo, sendo a segunda fase a construção de 15 farmácias municipais de veterinária.

O objectivo deste financiamento é dar continuidade ao projecto iniciado em 2008, cuja primeira fase terminou em 2014, estando prevista a integração de municípios do Bié e do Cuando Cubango, a fim de dar sustentabilidade às acções de saúde animal.

A primeira fase custou mais de cinco milhões de euros e permitiu recuperar 15 farmácias municipais de veterinária em localidades daquelas cinco províncias e construir três mangas de vacinação.

Agricultura e Mar Actual

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •   
  •  

Verifique também

Animais de companhia passam para a tutela do Ministério do Ambiente. Ministra da Agricultura quer DGAV com papel reforçado

Partilhar            Está a ser “trabalhada uma proposta para que os animais de companhia passem a estar …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.