Início / Agricultura / Twitter fecha conta de agricultores espanhóis por publicarem ataques de lobo a gado

Twitter fecha conta de agricultores espanhóis por publicarem ataques de lobo a gado

A rede social Twitter, com mais de 200 milhões de usuários, censurou a espanhola ASAJA — Associação Agrícola de Jovens Agricultores (delegação de Palencia) e cancelou a sua conta porque fez um tweet sobre os repetidos ataques de lobos de que estão a sofrer na região de Brañosera.

Diz aquela associação que um jovem produtor pecuário, de cabras da raça branca de montanha, em perigo de extinção, “perdeu várias dezenas de cabras desde Agosto”. Precisamente, “a fotografia do estado em que uma delas foi deixada, após a festa do lobo nos últimos dias do ano de 2021, foi a causa aludida pelo Twitter para cancelar a conta da ASAJA-Palencia”.

“A ASAJA-Palencia é muito activa nas redes sociais, tentamos manter os membros, simpatizantes e a população em geral informados das notícias que consideramos representativas para o sector agrícola da província de Palencia e para elas utilizamos, entre outras, a rede social Twitter, com mais de 200 milhões de usuários”, diz a associação.

“Hoje encontramos uma surpresa negativa. Eles literalmente dizem-nos que não podemos “compartilhar conteúdo multimídia excessivamente gráfico (ferimentos graves, tortura,…)” e, como consequência, cancelaram a nossa conta. E também nos lembram que “a exposição a cenas de sangue gratuitas pode ser prejudicial, especialmente se o conteúdo for postado com a intenção de provocar crueldade ou prazer sádico”, realça a ASAJA-Palencia.

A ASAJA lembra ao Twitter que “há muitos produtores afectados por ataques de lobos”, assim como que os ataques ao gado são um problema desconhecido por pessoas que “vivem muito longe dele, como a ministra da Transição Ecológica e Desafio Demográfico, Teresa Ribera, campeã da defesa da proliferação do lobo e, portanto, do aumento dos ataques ao gado doméstico”.

“O facto de publicarmos fotografias dos animais que o lobo matou ou feriu não tem nada a ver com crueldade, excepto a que o lobo tem com os animais dos produtores, nem com sadismo (…) Se publicarmos estas fotografias é para dar a conhecer o problema à sociedade, a realidade é que o lobo mata animais e esconder o que está a acontecer não evitará o problema, apenas deixará no esquecimento um sector que defendemos dia-a-dia”.

A foto em causa pode ser vista aqui.

Agricultura e Mar

 
       
   
 

Verifique também

2.º Fórum da Agropecuária Biológica AçoresBio arranca a 20 de Maio no Faial

Partilhar              O 2.º Fórum da Agropecuária Biológica AçoresBio – este ano AçoresBio22 – arrancará na Ilha …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.