Início / Agricultura / Tudo o que deve saber para fazer criação doméstica de coelhos

Tudo o que deve saber para fazer criação doméstica de coelhos

Partilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Artigo de opinião de Rosa Moreira, Eng.ª Agrónoma, promotora do site A Cientista Agrícola

Olá! Espero que se encontrem bem! Hoje trago-vos um tema um pouco diferente dos habituais que costumo trazer na tentativa de ir de encontro do que quem segue A Cientista Agrícola vai sugerindo. Neste artigo, trago-vos as informações essenciais que deve ter em consideração se quer iniciar a criação de coelhos doméstica. Será que é necessário saber e fazer muita coisa para produzir coelhos de forma caseira? descubra neste artigo.

como fazer criação de coelhos

A criação de coelhos: contextualização

A criação de coelhos (cunicultura) tem registado nos últimos anos um aumento significativo em vários países dado o crescente aumento do interesse por esta carne e a constante evolução tecnológica e científica que tem vindo a ser feito no sentido de permitir melhorias significativas nesta fileira produtiva.

Apesar do referido anteriormente, no nosso país a produção de carne de coelho é ainda abaixo do pretendido e por isso, vem de Espanha grande parte na carne de coelho que possuímos.

Provavelmente já devem ter ouvido falar sobre as características da carne de coelho que a fazer ser tão recomendada ser inserida na nossa dieta. A carne de coelho possui um elevado teor em proteína, baixo nível de colesterol e reduzida gordura o que faz com que seja das carnes mais saudáveis dentro das opções disponíveis.

Saiba mais sobre a domesticação do coelho

O processo de domesticação do coelho Oryctolagus cuniculus domesticus começou há cerca de 300 anos atrás e actualmente é criado ou mantido em cativeiro para os mais diversos fins: produção de carne, pêlo ou pele, selecção e multiplicação.

Como é óbvio, para atingir os parâmetros de qualidade desejados e necessário que garanta as condições de higiene e saúde bem como o bem-estar animal dos seus coelhos para que estes consigam alimentar-se devidamente e reproduzirem-se como esperado.

Existem factores que deve ter em conta no que diz respeito às instalações dos coelhos quando pensa na criação de coelhos: ventilação, humidade, temperatura, luminosidade, etc. Sabia por exemplo que a luminosidade é um factor preponderante no sucesso da reprodução dos seus coelhos? e mais ainda, sabia que o excesso de humidade das instalações onde estão os seus coelhos pode causar graves consequências prejudicando os objectivos produtivos e sanitários que inicialmente traçou?

Embora este artigo seja sobre a criação de coelhos doméstica, é importante esclarecer que se pretende uma produção de coelhos mais profissional deve pensar em factores mais específicos tais como: escoamento da produção, se o local escolhido possui água potável e energia eléctrica, se tem isolamento térmico e e se está localizado num sítio sossegado e ausente de ruídos perturbadores.

Saiba ainda que os coelhos reprodutores devem ser alojados em jaulas individuais, pois desta forma além de lhes facultar mais conforto, torna as tarefas de limpeza, desinfecção e alimentação muito mais simplificadas além de que o contágio de doenças entre coelhos é inferior.

Curral móvel para coelhos- Comprar aqui.

A reprodução dos coelhos

A escolha dos reprodutores é uma das principais etapas no que diz respeito ai sucesso da criação de coelhos. A escolha do macho que irá cobrir as fêmeas permitirá garantir que as características genéticas mais interessantes possam influenciar a sua transmissão às futuras crias.

Também devem ser seleccionadas as fêmeas reprodutoras: aquelas que forem mais saudáveis, melhores mães, que tenham ninhadas maiores, boas lactações e bons índices de conversão deverão ser as escolhidas.

Alguns dados interessantes sobre a criação de coelhos

número de crias por ano por fêmea por ano: ~40

peso vivo da fêmea reprodutora: 4,5kg

peso vivo ao abate: 3,2 kg

Rendimento no abate: 60%

Numa criação de coelhos tradicional/doméstica a produção de coelhos é exclusivamente para auto-consumo e as explorações são caracterizadas por serem de pequenas dimensões (<8 fêmeas). O alojamento dos coelhos é principalmente feito em coelheiras de madeira e a alimentação é feita à base de forragens, grãos de cereais e hortícolas. O desmame é feito entre as 5 e 6 semanas e são cobertas novamente após esta fase. Normalmente uma coelha reprodutora tem 5 partos por anos e pode ter até 40 láparos por ano.

Saiba também que a duração da gestação é de aproximadamente 31 dias, que pode oscilar consoante o número de fetos. Também o ninho representa um elemento imprescindível na coelheira pois garante as condições para que as coelhas possam vigiar as suas crias e amamentá-las. O ninho deve ser colocado nas instalações onde estão as coelhas aproximadamente 25 dias após a cobrição de forma a que não o encarem com um elemento estranho.

Saiba também que a duração da gestação é de aproximadamente 31 dias, que pode oscilar consoante o número de fetos.

Algumas das condições que deve garantir para a criação de coelhos doméstica

1- Escolha uma raça que vá de encontro à finalidade que pretende

Podemos caracterizar as raças de coelhos quanto ao peso ou tamanho em: raças grandes ou gigantes, raças médias, raças pequenas e raças anãs ou mini-coelhos.

As raças grandes ou gigantes tal como o próprio nome indica possuem um peso vivo adulto superior a 5kg e atingem a maturidade sexual após os 6 meses.

exemplo: Gigante de Flandres, Gigante de Bouscat e Continental Giant Rabbit.

Os coelhos pertencentes às raças médias possuem um peso vivo em adulto de 3,5 a 4,5 kg e atingem a maturidade sexual entre os 4 e os 5 meses.

exemplos: coelho branco da Nova Zelândia, coelho vermelho da Nova Zelândia, Califórnia e Chinchila.

As raças pequenas de coelhos caracterizam-se por possuírem adultos com um peso vivo de 2,5 a 3 kg e que atingem a maturidade sexual entre os 3 e os 3,5 meses.

exemplos: Negro-e-Fogo.

As raças anãs possuem adultos com peso vivo inferior a 1,5kg e atingem a maturidade sexual aos 12 meses. Neste grupo estão incluídos os coelhos de raça polonesa e Hermelin. São criadas por hobby, caracterizando-se por serem animais de estimação.

criação de coelhos

Classificação das raças quanto à produção

Raças indicadas para a produção de carne: praticamente todas as raças estão aptas a este fim, sendo as mais utilizadas as raças médias.

Alguns exemplo de raças para carne: Branco da Nova Zelândia, Vermelho da Nova Zelândia, Califórnia, Chinchila.

Raças de coelhos indicadas para a produção de pele – geralmente, toda pele em bom estado pode ser aproveitada para este tipo de indústrias. No entanto, existem algumas que são mais indicadas para este fim: Chinchila, Castor-Rex, Polonesa, etc.

Raças indicadas para a produção de lã ou pêlo – a raça Angorá é a mais conhecida neste “campo” pela qualidade do pêlo produzido bem como o seu rendimento.

criação de coelhos

Alguns conselhos extra sobre a criação de coelhos

1- Garanta que as instalações onde vai fazer a criação de coelhos possuem boas condições

Dado que estamos a falar de uma criação de coelhos doméstica, as melhores instalações para ter os seus coelhos são as coelheiras. Estas estruturas podem consistir em algumas caixas com rede na parte frontal, ou uma construção ou construções que tenha uma boa projecção e onde pode instalar um certo número de jaulas para os seus coelhos.

Na coelheira pode-se fazer algumas adaptações de forma a dar as melhores condições aos seus coelhos. Pode dispor as jaulas dos coelhos frente a frente umas das outras, desde que deixe largura suficiente para que consiga movimentar entre elas.

Para garantir umas boas instalações para a sua criação de coelhos deve garantir que o alojamento: (1) possui as dimensões adequadas para a produção que pretende, (2) ter comodidade e não permite fugas dos coelhos, (3) boas condições de higiene, (4) permitir uma fácil manipulação dos animais, (5) ser constituída por materiais resistentes e (6) evite que os coelhos se lesionem.

2- Acasalamento dos coelhos

O acasalamento mais comum numa criação de coelhos doméstica é através da cobrição natural. Tenha em atenção que neste processo, a coelha nunca deve ser coberta na jaula onde “habitat” pois pode ficar “ressentida” e “recusar-se”. Ou se coloca a coelha na jaula do macho ou numa zona destinada à cobrição. O acto da cobrição é realizado relativamente rápido no entanto, deve prestar atenção de forma a confirmar se o mesmo foi efectuado. Se não o for, deve tentar novamente mais tarde. Quando o macho efectuar a cobrição acaba por cair para trás( por ficar desequilibrado) ou se for um coelho menos vigoroso acaba por se retirar. No final do acto, é normal ouvir-se um “grito” emitido pelo macho que também pode ser feito pelo “fêmea”, resultado de “alguma dor sentida”.

3- Garanta água sempre limpa

As instalações que escolheu para a criação de coelhos devem possuir sempre água disponível e limpa para que os coelhos se possam servir dela. deve ter água limpa todo dia. A água deve ser mantida de modo que o coelho não contamine-a com as suas fezes e urina. Se possível, os bebedouros devem estar elevados alguns centímetros do chão.

4- Dê as seus coelhos uma alimentação de qualidade

A alimentação é feita à base de forragens, grãos de cereais e hortícolas. Garanta que o feno seja mantido numa manjedoura para evitar que seja contaminado com os dejectos do animal. Pode comprar ração biológica para coelho aqui.

5-O ninho

O ninho representa um elemento imprescindível na coelheira pois garante as condições para que as coelhas possam vigiar as suas crias e amamentá-las. O ninho deve ser colocado nas instalações onde estão as coelhas aproximadamente 25 dias após a cobrição de forma a que não o encarem com um elemento estranho.

Esta imagem tem um texto alternativo em branco, o nome da imagem é 10957-600x600.jpg
Pode comprar o ninho para as suas coelhas aqui

Espero que tenham gostado deste artigo! Irei criar vários artigos sobre a temática da criação de coelhos em breve! Estejam atentos!

Agricultura e Mar Actual

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •   
  •  

Verifique também

Docapesca investe 178 mil euros no Porto de Pesca do Rio Arade

Partilhar            A Docapesca – Portos e Lotas lançou dois concursos públicos para a instalação de central …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.