Início / Apoios e Oportunidades / Treze empresas e Bordados da Madeira promovem fileira da casa portuguesa no Dubai

Treze empresas e Bordados da Madeira promovem fileira da casa portuguesa no Dubai

Partilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

A Associação Empresarial de Portugal (AEP) assegura, pelo 13.º ano consecutivo, a participação de Portugal na maior feira de mobiliário, decoração e design de interiores do Médio Oriente, a Index – International Design Exhibition, cuja 26.ª edição se realiza no Dubai entre segunda, 23 de Maio, e quinta-feira próximas.

O pavilhão português vai ser partilhado por 13 empresas e pelo Instituto do Vinho, do Bordado e do Artesanato da Madeira, num certame que voltará a englobar um salão profissional especializado em equipamentos e soluções arquitectónicas para escritório e comércio, o Workspace at Index.

O evento conta com mais de mil expositores, de cerca de meia centena de países, e ocorre numa altura em que o Dubai, um dos sete Emirados Árabes Unidos (EAU), tem em curso um ambicioso programa de investimentos em infraestruturas e equipamentos de usufruto público, como hotéis, salas de espectáculos e recintos multiusos, a quatro anos de ali se realizar a Expo 2020. Nas projecções de analistas internacionais, tais investimentos deverão ultrapassar os 8 mil milhões de euros.

Mais de 30 mil visitantes

Nos quatro dias da feira, a organização espera acolher mais de 30 mil visitantes, profissionais, na sua maioria, oriundos de todo o Médio Oriente e de alguns países do Norte de África, a quem os expositores portugueses darão a conhecer “a modernidade e a qualidade de fabrico da indústria portuguesa da fileira casa”, antecipa Mónica Moreira, directora da AEP Internacionalização, estrutura que operacionaliza o programa associativo de internacionalização “Business on the way”, em cujo calendário se insere esta acção.

“O pavilhão de Portugal vai espelhar os progressos que têm feito as nossas indústrias de mobiliário, têxteis-lar, iluminação e artigos decorativos. Em vários segmentos destes sectores temos belíssimas empresas, com produtos excelentes e capazes de um design alinhado com as tendências de mercados tão exigentes como os dos Emirados Árabes”, reforça.

A responsável associativa salientou também a “mais-valia que constitui a representação da Madeira”, através de duas empresas especializadas e do instituto público que promove o bordado típico daquela região autónoma. Ampliando o espectro da participação colectiva portuguesa, fez notar ainda, estarão dois fabricantes de mobiliário de escritório.

Da representação portuguesa no certame fazem parte as empresas Fertini, OPR e Serca (mobiliário e design de interiores); Famo e Marcage Interiors (mobiliário de escritório); Fábrica de Tecidos do Carvalho, Têxtil Rarial e Miguel Antunes Fernandes (têxteis-lar); João Eduardo de Sousa e Luís de Sousa (bordados da Madeira); Ditto Housewares (utensílios domésticos); Perpétua, Pereira & Almeida (cerâmica decorativa); e Serip (iluminação).

Agricultura e Mar Actual

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •   
  •   
  •   
  •   
  •  

Verifique também

Cuidado com a queima de sobrantes florestais. GNR identifica homem de 78 anos por incêndio em Vila Real

Partilhar              O Comando Territorial de Vila Real da Guarda Nacional Republicana (GNR), através do Núcleo de …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.