Início / Economia / Transporte de mercadorias aumenta por via rodoviária e marítima

Transporte de mercadorias aumenta por via rodoviária e marítima

Partilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

O número de embarcações entradas nos portos nacionais aumentou 1,5% no terceiro trimestre de 2015 e a sua dimensão (GT) 13,1%, sucedendo a +3,3% e +13,2% no trimestre anterior, enquanto a tonelagem de mercadorias movimentadas cresceu 6,4%, desacelerando face a +12,3% no segundo trimestre, revela o Instituto Nacional de Estatística (INE).

As mercadorias transportadas por modo ferroviário tiveram um ligeiro acréscimo de 0,3%, evidenciando um claro abrandamento face a +14,4% no segundo trimestre e +11,1% no primeiro trimestre de 2015.

O respectivo volume de transporte aumentou 4%. Os movimentos de aeronaves (+5,8%) e de passageiros (+9,1%) continuaram a aumentar. Neste trimestre acentuou-se a diminuição nos movimentos de carga/correio nos aeroportos nacionais: -4,9% (-0,8% no segundo trimestre).

Os veículos pesados de matrícula nacional transportaram mais mercadorias (+5,3% de toneladas) em linha com a tendência crescente registada no segundo trimestre de 2015 (+3,9%), avança o INE.

Já o transporte de passageiros continuou a aumentar nas vias ferroviárias pesadas (+1,4% face a +1,9% no trimestre anterior) e fluviais (+5,3% e +1,2% no trimestre precedente), enquanto o transporte por metropolitano, também com acréscimo (+4,5%), contrariou a redução do trimestre anterior (-0,7%).

Movimento de mercadorias aumenta nos portos nacionais
No terceiro trimestre de 2015 entraram nos portos nacionais 3.919 embarcações, das quais 3.159 navios de mercadorias, traduzindo-se num aumento de 1,5% (+3,3% no 2ºT 2015). A dimensão das embarcações entradas aumentou 13,1% (em linha com o trimestre anterior: +13,2%), tendo atingido 63,0 milhões GT.

O movimento de mercadorias aumentou 6,4% correspondendo a 21,9 milhões de toneladas movimentadas (+12,3% no 2ºT 2015), das quais 8,7 milhões de toneladas carregadas e 13,2 milhões descarregadas.

Porto de Sines com peso de 49%
O porto de Sines movimentou 10,8 milhões de toneladas de mercadorias (+13,6%), tendo sido responsável por 49,1% do total de mercadorias nos portos nacionais. Para o aumento em Sines contribuíram todos os principais tipos de carga, granéis líquidos, contentores e granéis sólidos. Os portos de Leixões e de Lisboa, com 4,3 milhões e 2,7 milhões de toneladas, também tiveram desempenhos positivos no 3º trimestre de 2015 (+6,6% e +3,9%) com os principais contributos dos granéis líquidos e sólidos, respectivamente. Contudo no porto de Lisboa, o movimento ocorrido nos três primeiros trimestres de 2015 foi inferior ao do período homólogo do ano anterior.

O movimento de mercadorias no porto de Setúbal (1,6 milhões de toneladas) diminuiu 20,1%. Os portos de Sines, Leixões e Lisboa foram responsáveis por 75,4% das mercadorias carregadas nos portos nacionais e 84,1% das mercadorias descarregadas.

O INE adianta que o tráfego internacional de mercadorias, responsável por 86,8% do total, aumentou 8,6% (+14,6% no 2º T) e atingiu 19,0 milhões de toneladas.

O porto de Sines assegurou 52,4% do tráfego internacional de mercadorias, o correspondente a 10,0 milhões de toneladas (+17,6%). Entre os principais portos, salienta-se ainda os aumentos no movimento internacional em Aveiro (+11,5%), Leixões (+5,8%) e Lisboa (+5,1%).

O tráfego entre portos nacionais atingiu 2,9 milhões de toneladas movimentadas (-6,2%) e ocorreu principalmente com origem/destino em Leixões e Sines.

Número de passageiros continuou a aumentar no transporte fluvial
No 3º trimestre de 2015, o transporte de passageiros por via fluvial aumentou 5,3% (+4,1 p.p. que no 2º T), tendo atingido 6,2 milhões.

O rio Tejo, responsável por 61,3% do total nacional e internacional (63,8% no trimestre homólogo de 2014), foi atravessado por 3,8 milhões de passageiros (+1,2% no 3º T). Destaca-se o aumento de 10,1% nas travessias na Ria Formosa, resultante principalmente dos movimentos em Julho e Setembro.

Agricultura e Mar Actual

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •   
  •   
  •   
  •   
  •  

Verifique também

Cotações – Azeite – Informação Semanal – 31 Maio a 6 Junho 2021

Partilhar              Análise SIMA – Sistema de Informação de Mercados Agrícolas O Instituto Nacional de Estatística (INE) …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.