Início / Agricultura / Traje de Viana do Castelo apresentado na Expo 2020 Dubai até 31 de Março de 2022

Traje de Viana do Castelo apresentado na Expo 2020 Dubai até 31 de Março de 2022

O Traje de Viana do Castelo vai ser apresentado no Pavilhão de Portugal durante a Expo 2020 Dubai. O Museu do Traje irá ceder temporariamente exemplares dos trajes típicos vianenses à mostra internacional, sendo que os exemplares serão apresentados num programa de uma televisão local sobre trajes e culturas de vários países.

A Expo Dubai, que termina em 31 de Março de 2022, é o primeiro grande mega evento desde o início da pandemia onde são esperados 25 milhões de visitantes. Reúne mais de 200 participantes, incluindo 192 países e também organizações multilaterais, empresas e estabelecimentos de ensino durante 182 dias.

Com o “Portugal, um Mundo num País”, o Pavilhão de Portugal conta com uma área de 1.800 metros quadrados, com produtos típicos nacionais e uma ‘concept store’, que pretende ser uma ‘embaixada’ transaccional de promoção de marcas e produtos portugueses, com mais de 170 produtos distintivos.

Explica uma nota de imprensa da Câmara Municipal de Viana do Castelo que o Traje à Vianesa é um produto múltiplo, composto por um conjunto de peças, todas manufacturadas artesanalmente na região do Minho (à excepção dos lenços), cujo resultado final se deve à combinação poliédrica entre elas e ao modo como os adornos em ouro o enfeitam e sublinham.

“É, hoje, um símbolo local e nacional, sendo também motivo de orgulho da diáspora onde existem inúmeros grupos folclóricos que primam pela arte do bem trajar e que sentem uma grande chieira nas suas raízes e nas tradições vianenses”, acrescenta a mesma nota.

Traje certificado

Considerado um dos maiores valores culturais do concelho, o traje está certificado mediante um documento que é o instrumento onde estão definidas as características do “Traje à Vianesa”.

O caderno de especificações define as características do “Traje à Vianesa” e lista, fundamentando, todos os parâmetros que pesem para a sua certificação, nomeadamente o nome que identifique o produto e que neste caso terá derivações; referenciais histórico-geográficos que contextualizem a ocorrência e a continuidade da produção; e a caracterização do produto: características físicas (forma, dimensões, padrões, cores e desenhos predominantes); matérias-primas utilizadas; modos de produção (técnicas, saberes, ferramentas e equipamentos).

Agricultura e Mar Actual

 
       
   
 

Verifique também

PSD: revisão do valor patrimonial tributário dos prédios rústicos vai penalizar áreas superiores a 50 ha?

Partilhar              O Grupo Parlamentar do Partido Social Democrata (PSD) quer saber se o Governo confirma a …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.