Início / Agricultura / Trabalhadores da Companhia Portuguesa de Amidos avançam para 2 dias de greve

Trabalhadores da Companhia Portuguesa de Amidos avançam para 2 dias de greve

Os trabalhadores da Copam — Companhia Portuguesa de Amidos, em São João da Talha, vão fazer greve entre as 00h00 de quinta-feira, dia 26, e as 24h00 de sexta-feira, dia 27 de Maio, informa o Sindicato dos Trabalhadores das Indústrias Transformadoras, Energia e Actividades do Ambiente do Centro-Sul e Regiões Autónomas (SITE CSRA).

Numa nota à comunicação social, o sindicato refere que “nesta empresa do sector químico exige-se o aumento dos salários, em 90 euros, e a correcção de discriminações salariais entre trabalhadores que desempenham as mesmas funções”.

É também exigido pelo sindicato que a organização dos horários de trabalho seja feita de forma a permitir conciliar a actividade profissional com a vida pessoal e familiar.

Amanhã, dia 26 de Maio, entre as 9 e as 11 horas, os trabalhadores em luta vão concentrar-se junto das instalações fabris, em São João da Talha. Participam nesta acção Isabel Camarinha, secretária-geral da CGTP-IN, e Rogério Silva, coordenador da Fiequimetal.

A Copam – Companhia Portuguesa de Amidos é a única indústria amideira portuguesa. Criada a 21 de Julho de 1937, é a empresa líder em Portugal na produção e comercialização de produtos amiláceos para as indústrias alimentar, farmacêutica, papeleira, de cartão canelado e química em geral.

A Copam produz e comercializa produtos amiláceos, utilizando como matéria-prima o milho. Os processos tecnológicos usados pela empresa em todas as linhas produtivas são os adoptados internacionalmente em fábricas congéneres. A fábrica labora em regime contínuo (24h/dia, 7 dias/semana).

Agricultura e Mar

 
       
   
 

Verifique também

Cotações – Cereais – Informação Semanal – 13 a 19 Junho 2022

Partilhar              Análise SIMA – Sistema de Informação de Mercados Agrícolas Cereais Outono-Inverno Esta semana foi dada …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.