Início / Agricultura / Touradas à corda voltam à Ilha Terceira com 85% da população açoriana vacinada
Foto: Luca Nebuloni

Touradas à corda voltam à Ilha Terceira com 85% da população açoriana vacinada

Partilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

O Governo Regional dos Açores, as Câmaras Municipais da Ilha Terceira e os criadores de toiros de tourada à corda acordaram hoje, 10 de Setembro, o fim da limitação de realização de touradas à corda logo que seja alcançado o nível de 85% da população vacinada na Região, ou percentagem inferior, desde que a ponderação consolidada dos factores da incidência, número de internados e número de óbitos assim o sustentem.

Diz uma nota de imprensa do Executivo açoriano que a decisão “foi tomada durante uma reunião tida esta tarde, em Angra do Heroísmo, promovida pelo secretário Regional da Saúde e Desporto, Clélio Meneses”, e na qual participaram os presidentes das autarquias de Angra do Heroísmo e da Praia da Vitória e a Associação Regional de Criadores de Toiros de Tourada à Corda.

No final, Clélio Meneses leu um comunicado conjunto, que reflecte o consenso sobre a impossibilidade, reconhecida, de cumprimento das normas em vigor nas touradas à corda e define o critério para a retoma da actividade.

As partes concordaram também em desenvolver esforços no sentido de serem revistos e alterados os critérios regulamentares relativos a estes eventos, nomeadamente os que estabelecem o período da temporada taurina.

“Todos apelam, por fim, à responsabilidade individual de cada um, acedendo à vacinação contra a Covid-19”, realça a mesma nota de imprensa do Governo dos Açores.

Agricultura e Mar Actual

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •   
  •   
  •   
  •   
  •  

Verifique também

PSD pede à ministra da Agricultura que esclareça atribuição de terrenos agrícolas em Idanha-a-Nova

Partilhar              O Grupo Parlamentar do Partido Social Democrata (PSD) quer saber o que se passou com …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.