Início / Agricultura / A tecnologia está a mudar a agricultura

A tecnologia está a mudar a agricultura

Partilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

A conferência AgTech, organizada pela Forbes em Julho, juntou 500 especialistas e empresários para mostrar como a tecnologia está a mudar a agricultura. Num encontro de dois dias em Salinas (EUA), esperimentaram-se inovações tecnológicas e aplicações.

Robôs com “mãos moles” que podem apanhar hortícolas frescos e empacotá-los são um ddos exemplos apresentados nesta conferência. A invenção pertence a uma das empresas-estrela da AgTech, a Soft Robotics, que desenvolveu o projecto de um robô com uma sensibilidade que lhe permite agarrar e manipular produtos agrícolas frágeis.

A Forbes cita outras inovações apresentadas, como a da startup Trace Genomics, que lançou na AgTech os seus testes para solo. Acessíveis aos agricultores, estes kits de teste usam uma amostra do solo para detectar agente patogénicos, analisando o seu ADN.

Uma aplicação que envia os dados do clima e solo de qualquer região no plante, directamente para os telemóveis dos agricultores foi também apresentada na AgTech. A empresa Iteris lançou a nova geração da aplicação WeatherPlot, que permite obter uma informação detalhada sobre qualquer ponto num campo de cultivo.

A Bayer Crop Science, uma unidade da gigante farmacêutica Bayer, é uma das empresas que acredita que o futuro da agricultura passa por este tipo de inovação. Juntou-se à Pioneer, da DuPont, à empresa de ‘venture capital’ para a agricultura Finistere Ventures e ao fundo financeiro Cloud Break Advisors para criar um acelerador para a agro-tecnologia de 13,6 milhões de euros, a que chamaram Radicle.

Agricultura e Mar Actual

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •   
  •  

Verifique também

Barragem do Monte da Rocha prioritária no Plano Nacional de Regadios

Partilhar            A Barragem do Monte da Rocha, situada no concelho de Ourique, insere-se nos “projectos futuros, …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.