Início / Agricultura / Taras Vysotsky acusa Rússia de roubo de óleo de girassol, vegetais e máquinas agrícolas

Taras Vysotsky acusa Rússia de roubo de óleo de girassol, vegetais e máquinas agrícolas

“Além de saquearem 500.000 toneladas de cereais nos territórios temporariamente ocupados da Ucrânia, os ocupantes [russos] também exportaram ilegalmente dezenas de milhares de toneladas de óleo de girassol, centenas de quilos de vegetais e roubaram máquinas agrícolas aos agricultores ucranianos”, afirmou o primeiro vice-ministro de Política Agrária e Alimentação da Ucrânia, Taras Vysotsky, no Canal 5.

“Os ocupantes nas regiões de Kherson, Zaporizhia, Luhansk e Donetsk exportaram cerca de 500 mil toneladas de grãos. Além disso, sabe-se da exportação de dezenas de milhares de toneladas de óleo de girassol. Os roubos sem precedentes continuam. Estamos a monitorar a situação. Documentamos tudo. E com certeza vamos lutar em todas as frentes pela devolução do furtado e pela indemnização total pelos danos”, disse Taras Vysotsky.

Aquele governante acrescentou que foram registadas provas de furto de máquinas agrícolas. “De acordo com o GPS (sistema de navegação por satélite, que fornece medição de distância, tempo e localização), você pode rastrear claramente que essas máquinas foram para a Rússia e a Crimeia”, disse ainda o primeiro vice-ministro.

Segundo Taras Vysotsky, os ocupantes russos roubaram várias centenas de quilos de vegetais de comunidades ucranianas. “Além disso, tentaram exportá-los. Através do Ministério das Relações Exteriores da Ucrânia, graças à cooperação internacional, bloqueámos a sua importação para países parceiros. Portanto, muito provavelmente os russos os usarão internamente para consumo próprio”.

Agricultura e Mar

 
       
   
 

Verifique também

CAP analisa evolução do sector agrícola na última década em webinar gratuito

Partilhar              A CAP — Confederação dos Agricultores de Portugal realiza no próximo dia 27 de Maio, …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.