Início / Agricultura / Syngenta lança nova embalagem de 20 ml do insecticida Ampligo para culturas da batata, milho, tomate, couve-brócolo e alcachofra

Syngenta lança nova embalagem de 20 ml do insecticida Ampligo para culturas da batata, milho, tomate, couve-brócolo e alcachofra

Partilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

A Syngenta acaba de lançar uma nova embalagem de 20 ml do insecticida Ampligo, um novo formato ideal para tratamentos em pequenas parcelas agrícolas. O Ampligo está homologado para controlo das principais pragas das culturas da batata, milho, tomate, couve-brócolo e alcachofra.

Trata-se de um insecticida formulado com duas substâncias activas — clorantraniliprol e lambda-cialotrina — com dois modos de acção diferentes, que actuando em simbiose controlam todos os estádios de desenvolvimento das pragas e conferem ao produto um efeito multi-praga e um bom perfil anti-resistências.

Pragas

Na cultura do milho o Ampligo está homologado para controlo de lagartas – piral do milho, sesâmia e lagarta do tomate – e tem efeito indirecto na redução dos níveis de micotoxinas provocadas por fusarium no grão. No caso da batateira está registado para protecção contra a traça e o escaravelho da batateira e em couve-brócolo (em ar livre) para controlo da traça e da lagarta da couve, nóctuas e afídeos.

Na cultura do tomate de indústria está homologado para controlo da lagarta-do-tomate, traça-do-tomateiro (Tuta abolsuta), nóctuas e afídeos. E no que se refere à alcachofra pode ser usado para controlo de lagartas de lepidópteros, nóctuas e afídeos.

Segundo a Syngenta, o Ampligo distingue-se pela sua formulação ZC com tecnologia Zeon, que torna o produto mais resistente à lavagem pela chuva ou rega, eficaz num amplo intervalo de temperaturas e mais seguro para o aplicador.

A tecnologia ZEON consiste num micro-encapsulado especial com fragilidade equilibrada da parede das partículas, de tal forma que, após a aplicação e secagem das gotas de calda depositadas sobre as folhas, a substância ativa, protegida dentro da microcápsula, liberta-se quase de imediato e fica a salvo da foto-degradação, graças a um foto-estabilizador ultravioleta (UV) que incorpora a formulação.

Agricultura e Mar Actual

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •   
  •   
  •   
  •   
  •  

Verifique também

Volume de capturas de pescado em Portugal aumenta 48,4% em Agosto de 2021

Partilhar               O volume de capturas de pescado em Portugal, em Agosto de 2021, aumentou 48,4% …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.