Início / Agricultura / Suinicultores recebem 5,5 milhões de euros da reserva de crises

Suinicultores recebem 5,5 milhões de euros da reserva de crises

Os suinicultores puderam candidatar-se, durante o mês de Agosto, a um regime que recorreu pela primeira vez à utilização da “reserva de crises” da União Europeia para o financiamento de medidas excepcionais e temporárias de ajustamento dos produtores a perturbações de mercado, concedendo aos Estados-membros uma subvenção financeira para apoiar os produtores agrícolas, justificando-se este apoio extraordinário com os acentuados impactos da guerra da Ucrânia no aumento dos custos de produção.

Informa a FPAS — Federação Portuguesa de Associações de Suinicultores que findo o período de candidaturas, “foi observada uma boa adesão dos suinicultores à medida”, tendo sido validadas no total 712 candidaturas com um valor a pagar de 5.537.014 euros.

“Este valor que ficou no sector é resultado de meses de conversações entre a FPAS e o Ministério da Agricultura, com a força da união evidenciada pela sector nos plenários de 8 de Fevereiro e 3 de Março”, garante a Federação.

E realça que “este é o resultado do trabalho abnegado dos dirigentes e das estruturas associativas, muitas vezes criticado ou desvalorizado, que traz dividendos seja aos associados, seja àqueles que não se revêm no movimento associativo”.

“É para os que suportam esta actividade que a FPAS trabalha dedicadamente cada dia ao longo dos últimos 40 anos, procurando trazer mais suinicultores para a participação activa no movimento associativo. Porque as crises vão continuar a acontecer, mas a forma de as superar reside no esforço colectivo e solidário de todos nós. Por isso, não fique de fora. Associe-se”, refere ainda a direcção da FPAS.

Agricultura e Mar

 
       
   
 

Verifique também

Suinicultores preocupados e perplexos face ao ‘desaparecimento” da Secretaria de Estado da Agricultura

Partilhar              A direcção da FPAS — Federação Portuguesa de Associações de Suinicultores expressa a sua “preocupação …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.