Início / Agenda / Sovena inicia plantação de amendoal no Alentejo e investe na transformação de óleo de abacate na Colômbia

Sovena inicia plantação de amendoal no Alentejo e investe na transformação de óleo de abacate na Colômbia

Partilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

A Sovena, empresa especializada em gorduras alimentares e azeite, através da sua participada Nutrifarms, vai iniciar a plantação de amendoal no Alentejo já este ano. Na Colômbia prepara-se para investir na transformação de óleo de abacate.

As revelações foram feitas pelo CEO da Sovena, Jorge de Melo, à organização da AgroGlobal, a maior feira agrícola ibérica dedicada aos profissionais, que se realiza nos dias 7, 8 e 9 de Setembro, em Valada do Ribatejo, realçando aquele responsável que o grupo “continua assim a investir na produção e transformação de alimentos saudáveis, através de métodos de produção sustentáveis, respeitando os solos e a biodiversidade dos ecossistemas”.

Em entrevista à organização da AgroGlobal, Jorge de Melo explica que “a Sovena é uma empresa que está na área das gorduras alimentares em duas categorias principais, a dos óleos alimentares e a do azeite”. A dos óleos alimentares “com uma perspectiva comercial muito mais ibérica, temos uma forte presença industrial, quer em Portugal quer em Espanha, com alguma exportação, mas limitada a Angola e a alguns países europeus mais próximos, até porque a logística dos óleos alimentares pesa muito no custo final”.

Já no azeite, refere o CEO da Sovena que a “actividade sempre foi mais global, e desde 2001 começámos o nosso processo de internacionalização, primeiro Espanha — era o mercado natural para irmos, que é o maior produtor mundial com 50% da produção de azeite —, depois seguimos para outros países como os Estados Unidos e o Brasil”.

Sustentabilidade

Segundo o Relatório de Sustentabilidade de 2020 da Sovena, até 2023, para além da incorporação de 50% de PET reciclado em todas as embalagens das marcas Sovena, a empresa destaca o desenvolvimento de um Plano de Gestão da Biodiversidade e Serviços dos Ecossistemas para as herdades do Grupo, a redução de 30% das emissões de gases de efeito de estufa, a utilização de 100% de electricidade proveniente de fontes renováveis nas suas fábricas e o objectivo de alcançar uma certificação EFR (Empresas Familiarmente Responsáveis) em Portugal, “tornando o País a primeira geografia do grupo a implementar um conjunto importante de medidas que promovem a conciliação entre a vida pessoal e a vida profissional”.

Agricultura e Mar Actual

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •   
  •   
  •   
  •   
  •  

Verifique também

PSD pede à ministra da Agricultura que esclareça atribuição de terrenos agrícolas em Idanha-a-Nova

Partilhar              O Grupo Parlamentar do Partido Social Democrata (PSD) quer saber o que se passou com …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.