Início / Agenda / SFT-EDIH debate inovação digital no sector agroalimentar em webinar gratuito

SFT-EDIH debate inovação digital no sector agroalimentar em webinar gratuito

O SFT-EDIH, pólo de inovação digital para o sector agroalimentar, organiza um webinar no dia 27 de Junho, das 9h30 às 12h30, para apresentar o seu trabalho no apoio à transição digital dos operadores do sector agroalimentar, do prado ao prato, através de acções de capacitação, experimentação de tecnologias, contacto com inovadores e acesso a financiamento. O evento terá um formato híbrido, permitindo a participação online e presencial na sede da Confagri – Confederação Nacional das Cooperativas Agrícolas, em Lisboa.

Este webinar é dirigido a todos os profissionais que actuam no sector agroalimentar, incluindo produtores agrícolas e pecuários, cooperativas agrícolas, indústrias de processamento de alimentos, distribuidores de produtos agroalimentares e outros profissionais do sector.

No webinar, haverá a oportunidade de:

● Descobrir o impacto do SFT-EDIH no sector agroalimentar
● Aprender como o polo está a impulsionar a inovação digital no sector
● Saber como usar tecnologias digitais nas suas operações com o apoio do polo
● Conhecer os membros do polo e os serviços que eles oferecem
● Apresentar o seu projeto ou empresa e os seus principais desafios de digitalização

O SFT-EDIH, Smart Sustainable Farms, Foods and Trade European Innovation Hub, promove a capacitação das empresas e sector público na adopção de tecnologias digitais chave para transformar o sector agroalimentar: Inteligência Artificial, Ciência de Dados, Internet das Coisas (IoT), Detecção Remota, Robótica e Realidade Virtual e Aumentada, adianta uma nota de imprensa do pólo.

Pode fazer a sua inscrição para assistir online ao evento aqui.

Alinhamento com os objectivos do Pacto Ecológico Europeu

“O pólo foi especificamente concebido para contribuir para a realização dos objetivos do Pacto Ecológico Europeu, e fornecer aos operadores as ferramentas e o apoio necessários para suportar a implementação dos novos regimes ecológicos definidos na Política Agrícola Comum (PAC) através de tecnologias digitais”, explica Nuno Serra, coordenador do SFT-EDIH.

O SFT-EDIH oferece um conjunto de serviços, ferramentas e plataformas digitais integradas que promovem soluções para a gestão sustentável das operações agrícolas, industriais e de distribuição.

A missão do SFT-EDIH é ser um balcão único para a digitalização da cadeia de valor agroalimentar na transição para sistemas alimentares sustentáveis, desde a exploração agrícola até à mesa. O SFT-EDIH atua na implementação de serviços, alavancando um novo conceito de “biomarcadores digitais” agrícolas que podem minimizar drasticamente a ambiental, promover uma economia circular baseada em subprodutos da cadeia e permitir a rastreabilidade total do produto desde o prado ao prato.

“O SFT-EDIH tem agora uma grande oportunidade de se tornar uma referência, do ponto de vista ambiental, social e económico, ao reforçar a capacidade das comunidades locais e regionais para lidar com os impactos das alterações climáticas e criar resiliência para o sector agroalimentar”, refere Nuno Serra, coordenador do consórcio, acrescentando que, “tal permitirá a expansão dos esforços regionais para os níveis europeu e internacional através de acções de cooperação e apoio, que promovam a adopção generalizada de tecnologias que suportem sistemas alimentares mais sustentáveis e capacitem as empresas e o sector público para a sua utilização efectiva”.

O SFT-EDIH é um consórcio constituído por entidades líderes portuguesas, e coordenado pela BGI. Em conjunto, os 27 parceiros combinam competências tecnológicas digitais específicas, bem como o conhecimento profundo do sector agroalimentar e dos seus agentes. O consórcio disponibiliza um conjunto de 20 serviços pré-mercado já validados e complementares às actuais ofertas de mercado, em total alinhamento com os objetivos definidos para o Programa Europa Digital (DEP).

Os serviços do SFT-EDIH incluem: experimentação e teste de tecnologias digitais; qualificação e formação; acesso a financiamento; e facilitação e intermediação.

Saiba mais sobre o pólo aqui.

Agricultura e Mar

 
       
   
 

Verifique também

Tem porcos? Declaração obrigatória de existências tem de ser feita até 31 de Agosto de 2024

Partilhar              A DGAV — Direcção-Geral de Alimentação e Veterinária informa que no mês de Agosto de 2024, …

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.