Início / Agricultura / Sector agrícola dos Açores ganha linha de crédito de 30 milhões

Sector agrícola dos Açores ganha linha de crédito de 30 milhões

Partilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

O presidente do Governo dos Açores anunciou hoje, em Ponta Delgada, a disponibilização de uma nova linha de crédito de apoio à agricultura, no montante de 30 milhões de euros, salientando que este é mais um instrumento à disposição dos agricultores açorianos para os ajudar a enfrentar e ultrapassar os desafios com que estão confrontados.

A Agrocrédito, que é especialmente dirigida às questões do fundo de maneio e do fortalecimento da capacidade financeira das explorações agrícolas, tem um limite de 50 mil euros por beneficiário, através da bonificação de juros.

“A importância desta linha de crédito não é apenas por aquilo que significa ao nível da criação deste tipo de medidas que o Governo dos Açores tem implementado, mas porque vem juntar-se a um conjunto de outros instrumentos que têm um papel importante para o fortalecimento do nosso sector agrícola e que estão ao serviço dos agricultores”, afirmou Vasco Cordeiro, na cerimónia de assinatura de protocolos com as instituições financeiras que aderiram a esta linha de crédito.

Na sua intervenção, o Presidente do Governo salientou a importância de programas como o de apoio à modernização agrícola, que já apoiou mais de 5.200 projectos, com um investimento privado de nove milhões de euros, ou do regime de incentivo a aquisição de terras agrícolas, que já permitiu a aquisição de 1.400 hectares, num investimento global de 18,5 milhões de euros, ou ainda os investimentos que o Executivo tem feito ao nível dos caminhos rurais e do abastecimento de água e energia eléctrica às explorações.

“Isto tem relevância para potenciar a capacidade dos nossos agricultores utilizarem fundos comunitários”, frisou Vasco Cordeiro, acrescentando que “este é um momento fulcral, decisivo” porque estamos no início de um novo Quadro Comunitário de Apoio e da implementação do PRORURAL+.

Este programa, aprovado em Fevereiro, tem actualmente implementadas 11 das 16 medidas que prevê, adiantando Vasco Cordeiro que “dentro da calendarização pré-definida, durante este ano todas as medidas do PRORURAL+ estarão devidamente operacionalizadas, a funcionar em benefício da agricultura da nossa região, da nossa economia, da criação de riqueza e de emprego no arquipélago”.

Relativamente ao PRORURAL+, o Presidente do Governo considerou que “está a ser bem utilizado, está a ter boa receptividade da parte dos potenciais beneficiários”, revelando que, no âmbito de medidas relacionadas com a modernização das explorações, as primeiras instalações ou a transformação e comercialização, “deram entrada já mais de 120 projectos, com um valor total de investimento superior a 23 milhões de euros”, enquanto nas medidas relacionadas com a manutenção da actividade agrícola em zonas desfavorecidas, já foram registadas “seis mil candidaturas, que significam 15 milhões de euros anuais de apoio”.

Agricultura e Mar Actual

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •   
  •  

Verifique também

Negociações da reforma do PAC entram na recta final. Ministra da Agricultura vai a Bruxelas debater pós-2020

Partilhar            As negociações para a reforma da Política Agrícola Comum (PAC) entram já na fase final. A …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.