Início / Agenda / Sapadores Florestais concentra-se em frente do Ministério do Ambiente e fazem 2 dias de greve

Sapadores Florestais concentra-se em frente do Ministério do Ambiente e fazem 2 dias de greve

Os Sapadores Florestais de Portugal vão estar concentrados no dia 22 de Julho a partir das 11 horas junto ao Ministério do Ambiente, em Lisboa. Este é o arranque de dois dias de greve que coloca 2.000 operacionais fora do dispositivo de combate a incêndios.

Esta acção de protesto engloba dois dias de greve nacional (22 e 23 de Julho) que “culmina de 22 anos de esquecimento por parte de sucessivos governos, é urgente a atribuição de uma Carreira e Estatuto Profissional, aumento de salários ajustados às funções, o fim da precariedade e de todos os atropelos laborais que estão presentes neste sector”, refere uma nota de imprensa do Sindicato Nacional da Protecção Civil, afecto à União Geral de Trabalhadores (UGT).

Reivindicações

Os Sapadores Florestais reivindicam uma Carreira e o Estatuto Profissional “que dignifique o trabalho e os trabalhadores”, aumentos salariais “dignos e justos”, a inclusão do Suplemento de Penosidade e Insalubridade para todos e mais fiscalização da ACT – Autoridade para as Condições do Trabalho e da IGF – Inspecção Geral de Finanças.

Por outro lado, lutam por mais formação profissional, por Equipamentos de protecção individual, pela Reforma do Programa de Sapador Florestal, pela uniformização dos seguros de acidente de trabalho com os do sector público e pelo “respeito e valorização do trabalho de Sapador Florestal”.

Agricultura e Mar Actual

 
       
   
 

Verifique também

Chega quer comissão técnica independente para análise ao incêndio na Covilhã

Partilhar              O Grupo Parlamentar do Chega defende a criação de uma “comissão técnica independente para análise …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.