Início / Empresas / Santander Totta com spreads em crédito habitação a partir de 1,15%

Santander Totta com spreads em crédito habitação a partir de 1,15%

O Banco Santander Totta reduziu em Junho as condições do crédito à habitação, disponibilizando spreads a partir de 1,15%. Estes spreads são válidos tanto para novas operações como para transferências de outros bancos. A oferta para Clientes Mass Market tem igualmente uma melhoria, com spreads a partir de 1,5%.

O Banco Santander Totta “é muito claro na sua oferta comercial, distinguindo as condições de um crédito habitação de um Cliente Mass Market de um cliente Select. A título de exemplo, um Cliente Mass Market, que tenha um empréstimo noutra instituição de 150.000 euros, a 25 anos, com um spread de 2,75%, terá uma poupança mensal de cerca de 74,22 euros, ao transferir o seu empréstimo para o Santander Totta, tendo em conta um spread de 1,75%”, explica o banco em comunicado.

Outro exemplo: um cliente Select que tenha actualmente um empréstimo noutra instituição de 250.000 euros, a 25 anos, com um spread de 2,00%, terá uma poupança mensal de cerca de 100,28 euros, ao transferir o seu empréstimo para o Santander Totta, tendo em conta um spread de 1,15%, garante o banco.

O Santander Totta tem “vindo a posicionar-se cada vez mais como um banco próximo dos seus clientes, melhorando as condições de crédito à habitação, com a disponibilização de spreads cada vez mais baixos, opção de valor residual e ainda produtos de taxa fixa ou variável (opção exclusiva do cliente), procurando assim satisfazer as necessidades individuais de cada cliente”, diz a mesma fonte.

Com esta estratégia de pricing, o Santander Totta quer continuar a posicionar-se como “um dos grandes players desta tipologia de crédito, tal como acontece no crédito a empresas e no crédito ao consumo (com o produto de crédito pessoal com a TAN mais baixa no 1º ano – o Crédito Pessoal 1|2|3)”, acrescenta a instituição bancária.

Agricultura e Mar Actual

 
       
   
 

Verifique também

Reguengos de Monsaraz: “ausência de resposta” da EDIA e da DGADR atrasa Bloco de Rega de Reguengos

Partilhar              A presidente da Câmara Municipal de Reguengos de Monsaraz, a social-democrata Marta Prates, garante que, …

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.