Início / Agricultura / Santander Totta e Fundação da Juventude atribuem 50 bolsas de estágios em startups

Santander Totta e Fundação da Juventude atribuem 50 bolsas de estágios em startups

O Banco Santander Totta e a Fundação da Juventude vão atribuir 50 bolsas de estágios em startups, lançando um programa inovador StartUP Santander Jovem, depois de terem criado em 2016 um Programa de Bolsas de Estágios em pequenas e médias empresas (PME).

Ainda que o programa seja aberto a todas as startups, é dada preferência a todas aquelas que se encontram inseridas numa incubadora pertencente à Rede Nacional de Incubadoras (RNI), entidade que, juntamente com a StartUP Portugal, apoiam este programa.

Para Marcos Soares Ribeiro, director coordenador do Santander Universidades, “o banco considera a integração no mercado de trabalho dos recém-licenciados, através da empregabilidade ou do empreendedorismo, um dos desafios mais importantes do Ensino Superior. O programa StartUP Santander Jovem, que lançamos em parceria com a Fundação da Juventude, visa, por um lado, reforçar a oferta de bolsas de estágio a recém-licenciados, que já tínhamos lançado no ano passado e, por outro, apoiar o crescimento das startups, através de programa de estágios que facilitam o acesso a colaboradores qualificados”.

Por sua vez, para Ricardo Carvalho, presidente executivo da Fundação da Juventude, “o Programa de Estágios StartUP Santander Jovem surge como um importante complemento à formação académica dos recém-diplomados, ao mesmo tempo que promove a integração dos jovens no mundo do trabalho, permitindo às startup’s conhecerem e formarem estagiários com formação superior e com experiência na sua área de actividade”.

Bolsa mensal de 550€

Os estágios StartUP Santander Jovem têm a duração de 3 meses, e para além da experiência proporcionada aos estagiários, estes recebem ainda uma bolsa mensal no valor de 550€ e beneficiam de um seguro de acidentes pessoais.

Cada estágio decorre sob a supervisão de um orientador a designar pela startup, o qual deverá acompanhar o desenvolvimento do jovem e o cumprimento do respectivo plano de formação.

As candidaturas das empresas e dos próprios jovens são efectuadas directamente através da plataforma, aqui.

O programa de estágios StartUP Santander Jovem “enquadra-se num dos principais campos de actuação do Banco Santander Totta, uma vez que, através do Santander Universidades, promove desde 2003 o apoio ao conhecimento e Ensino Superior, no âmbito da sua política de envolvimento com a comunidade. O banco investe anualmente cerca de €7 milhões na área de responsabilidade social e corporativa”, refere um comunicado do Santander Totta.

Por outro lado, o programa faz parte de um dos vectores estratégicos da Fundação da Juventude – o emprego e o empreendedorismo – através do qual se procura proporcionar aos jovens a oportunidade de complementarem a sua formação académica, promover o acesso ao primeiro emprego dos recém-diplomados, ao mesmo tempo que confere às startups a oportunidade de formarem estagiários com formação superior e com capacidade para responderem aos desafios colocados pela empresa.

A Fundação da Juventude é uma instituição privada, de interesse público, sem fins lucrativos, focada na formação, empreendedorismo e apoio ao emprego jovem. Foi criada por escritura notarial a 25 de Setembro de 1989, pela mão de 21 instituições públicas e privadas e declarada instituição de utilidade pública, em Março de 1990. De âmbito nacional, a Fundação da Juventude tem Sede na cidade do Porto e uma Delegação na Região de Lisboa e Vale do Tejo.

“A relação com o Ensino Superior continua a ser a grande prioridade da política de responsabilidade social corporativa do Santander Totta que, através do Santander Universidades, colabora actualmente com 53 instituições de Ensino Superior portuguesas. Em 2016, o banco investiu 6,8 milhões de euros em actividades relacionadas com responsabilidade corporativa, entre os quais 5,9 milhões directamente no Ensino Superior em Portugal”, salienta o mesmo comunicado.

Agricultura e Mar Actual

 
       
   
 

Verifique também

IFAP paga 119 M€ de apoios aos sectores agroflorestal e das pescas em Setembro

Partilhar              O Ministério da Agricultura e da Alimentação informa que, no final do mês de Setembro …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.