Início / Agricultura / Saiba tudo sobre a romã. O fruto que previne doenças cardiovasculares e melhora a memória

Saiba tudo sobre a romã. O fruto que previne doenças cardiovasculares e melhora a memória

A Frutalmente e a Associação Portuguesa de Nutrição (APN) lançam hoje, 16 de Outubro, Dia Mundial da Alimentação, o e-book “Romã – Aspectos nutricionais e de saúde”. O livro electrónico vai estar disponível no site da APN e da Frutalmente e teve o apoio da Organização de Produtores, que tem como missão produzir a melhor fruta portuguesa.

Originária do Sul da Ásia, a romã é um dos frutos mais antigos do Mundo e o seu cultivo tem aumentado nos últimos anos devido ao alto valor nutricional. No e-book elaborado pela APN será possível ficar a conhecer as principais características da romã, que contém fitoquímicos como o licopeno, ácido elágico e flavonóides, essenciais na protecção do dano oxidativo das células, na prevenção de doenças cardiovasculares e na melhoria da memória.

Frutalmente é um dos principais produtores de romã

A época das romãs já começou em Portugal. A Frutalmente é um dos principais produtores deste fruto, com mais de 500 toneladas produzidas durante a última campanha, em 2019.

“Disponibilizar mais conhecimento aos consumidores sobre um fruto tão especial como a romã é para nós um enorme motivo de satisfação. Não podíamos deixar de apoiar a Associação Portuguesa de Nutrição neste projecto e tornar acessível a todos informação fundamental sobre a Romã”, diz Mário Rodrigues, director-executivo da Frutalmente.

Por outro lado, “é fundamental explorar a fruta produzida em Portugal e que nos remete para a importância do respeito pela sazonalidade e diversidade de consumo. É importante conhecermos as variedades de fruta produzidas no nosso país, o seu interesse nutricional e consequentes benefícios para a saúde, procurando aconselhar o consumo de fruta nacional, sempre que possível”, complementa Helena Real, nutricionista e secretária-geral da APN.

Curiosidades sobre a Romã

A colheita em Portugal situa-se entre Setembro e Novembro. As romãs só são colhidas quando atinge o nível óptimo de maturação, uma vez que não continuam o seu amadurecimento após a colheita. Graças aos compostos fenólicos como as antocianinas, quercetina, ácidos fenólicos, taninos e outras substâncias com propriedades antioxidantes, têm um potencial antioxidante cerca de três vezes superior ao do vinho tinto e ao chá verde.

Pode ver o e-book completo aqui.

Agricultura e Mar Actual

 
       
   
 

Verifique também

Porto recebe Congresso da Federação Europeia de Ciência Animal

Partilhar              O 73º Congresso da Federação Europeia de Ciência Animal (EAAP) realiza-se de 5 a 9 …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.