Início / Agricultura / Robot que limpa matas vence I Edição do GovTech

Robot que limpa matas vence I Edição do GovTech

Os protótipos Informat, o Vida Saudável para Todos e o BIO2SKIN foram os 3 projectos vencedores da Sessão Final do concurso GovTech.

Um júri de 45 pessoas escolheu estas 3 soluções inovadoras como as propostas merecedoras dos prémios de 30 mil euros, o protocolo de colaboração com o Estado para desenvolver e testar o produto ou serviço, a cedência de um espaço numa incubadora nacional, o apoio à internacionalização e um acesso ao pacote Alpha para o Websummit, composto por 3 bilhetes e a possibilidade de expor o produto ou serviço durante um dia no evento.

Presentes na cerimónia estiveram a ministra da Presidência e da Modernização Administrativa, Maria Manuel Leitão Marques, a secretária de Estado da Modernização Administrativa, Graça Fonseca, além das secretárias de Estado da Indústria e da Cooperação.

Limpeza de terrenos florestais

Estiveram ainda presentes os embaixadores da Noruega, Rússia, Israel, Moçambique, Tunísia, Finlândia, México, Colômbia, Geórgia e Perú.

O projecto Informat, com 12 votos, trata-se de um sistema robotizado com funcionamento semi-autónomo para criação e gestão de aceiros e limpeza de terrenos florestais. Este projecto irá permitir um maior aproveitamento dos recursos humanos, melhorar as condições de trabalho dos operadores florestais, melhorar a eficiência e rapidez dos trabalhos de limpeza e reduzir o seu custo. Actua na prevenção dos fogos rurais, protegendo a vida terrestre.

Quanto ao projecto Vida Saudável para Todos, que teve 8 votos, a empresa OceanGlamour tem como objectivo produzir e vender um produto único, altamente nutritivo e saudável, pronto para o consumo, que é a salicórnia. Este produto permite combater esse consumo exagerado e evitar complicações de saúde, como é o caso do acidente vascular cerebral (principal causa de morte em Portugal), hipertensão, doenças cardiovasculares.

BIO2SKIN

Já o BIO2SKIN, que garantiu 7 votos,  é um biomaterial adesivo, baseado em nanotecnologias para aplicações médicas, evita dermatites na pele em uso prolongado ou após a remoção, ideal para uso geral e uma esperança para aplicações de longo prazo, como por exemplo o uso de dispositivos permanentes que se encontram fixos à pele pelo uso de adesivos, como os dispositivos de ostomia. Este não carece do uso de cola.

No início de 2018, o Governo lançou um desafio ao universo internacional de startup’s melhores ideias de produto ou serviço que responda a um dos desafios dos Objectivos de Desenvolvimento Sustentável, tal como estão definidos pela ONU.

113 projectos concorrentes

Concorreram 113 projectos, dos quais 6 foram escolhidos por um júri e pelo público – através de uma infra-estrutura de blockchain – para participarem na Sessão Final realizada no Planetário.

Através deste sistema de votação, das 4.959.400 moedas virtuais emitidas, 4.559.312 foram utilizadas para a selecção dos finalistas pelos 1.734 investidores que se registaram para votar.

Agricultura e Mar Actual

 
       
   
 

Verifique também

Doença Hemorrágica Epizoótica em bovinos confirmada em Badajoz. DGAV reforça vigilância clínica

Partilhar              A DGAV — Direcção-Geral de Alimentação e Veterinária informa que na sequência da confirmação de …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.