Início / Empresas / Repsol aumenta a produção de poliolefinas da Repsol Reciclex

Repsol aumenta a produção de poliolefinas da Repsol Reciclex

A Repsol “dá mais um passo em frente no seu compromisso com a economia circular, impulsionando a transformação para se tornar uma empresa com emissões líquidas zero até 2050”. A empresa vai instalar uma nova linha de produção de plásticos reciclados (gama Repsol Reciclex) com capacidade para produzir 25.000 toneladas por ano no seu Complexo Industrial de Puertollano, tornando este centro numa referência para a economia circular da Península Ibérica.

Explica a empresa em nota de imprensa que a nova unidade, que entrará em funcionamento no final de 2024, irá quase duplicar a capacidade actual (16.000 toneladas/ano) e implicar um investimento de 26 milhões de euros. Os produtos a fabricar serão transformados em embalagens rígidas e flexíveis para uso não-alimentar, tais como embalagens para produtos de limpeza ou sacos para embalamento de produtos.

Especificamente, processará polietileno de alta e baixa densidade (PEAD e PEBD) com um conteúdo de plástico reciclado de 10% e 80%. Desta forma, a Repsol poderá fabricar PEAD com conteúdo reciclado também no seu complexo de Puertollano, reforçando o seu compromisso comercial, oferecendo novas soluções circulares.

“Este investimento está em conformidade com os recentes regulamentos europeus e, nomeadamente, espanhóis, que visam atingir o objectivo de 30% de conteúdo reciclado para embalagens plásticas até 2030”, acrescenta a mesma nota.

E realça que o Complexo Industrial de Puertollano “avança assim no seu processo de transformação, tornando-se um centro de referência na reciclagem e recuperação de materiais plásticos para responder de forma sustentável às novas exigências da sociedade, gerando produtos de alto valor acrescentado com uma menor pegada de carbono”.

Para além da nova linha de produção de poliolefinas com conteúdo de plástico reciclado, a Repsol vai arrancar este ano, em Puertollano, com a primeira fábrica de recuperação de espuma de poliuretanoem Espanha e na Península Ibérica.

Economia circular

A instalação destas novas unidades é complementada pela aliança estratégica da Repsol com recicladores, como forma de garantir o volume e a consistência do fornecimento de produtos reciclados e conseguir oferecer aos seus clientes produtos reciclados de qualidade consistente.

Para além dos investimentos no Complexo de Puertollano, o compromisso da empresa com a economia circular materializou-se com a entrada da Repsol como accionista na Acteco, uma empresa integrada de gestão e valorização de resíduos, e na Enerkem, uma empresa líder em tecnologia de gaseificação de resíduos.

Desta forma, a Repsol tem vindo a fornecer aos seus clientes diferentes tecnologias, incluindo o design ecológico dos produtos, bem como a reciclagem mecânica e química, tornando mais sustentável o sector dos plásticos e espuma de poliuretano. Para além disso, oferece produtos essenciais para a sociedade com elevadas percentagens de material reciclado e, portanto, com uma redução significativa da sua pegada de carbono.

Agricultura e Mar

 
       
   
 

Verifique também

ADVID promove workshop sobre racionalização da vinha de encosta. Participação gratuita

Partilhar              A ADVID — Associação para o Desenvolvimento da Viticultura Duriense/CoLAB Vines&Wines promove o workshop “Racionalização …

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.