Início / Agricultura / Quatro produtores e dois universitários ganham Prémio Clube Produtores Continente

Quatro produtores e dois universitários ganham Prémio Clube Produtores Continente

Partilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Quatro produtores nacionais do sector agro-alimentar e dois jovens universitários foram premiados no 18º Encontro Clube Produtores Continente, realizado no CNEMA Santarém, no âmbito da Feira Nacional de Agricultura.

Os produtores em causa destacaram-se por desenvolver projectos inovadores e de qualidade no sector agro-alimentar português, em áreas como charcutaria, lacticínios, microvegetais e mel.

O Prémio Excelência é uma distinção formal do compromisso de um membro do Clube de Produtores Continente com o desenvolvimento local, inovação e contribuição para o sector agro-alimentar. O vencedor da categoria Inovação ganhou garantias de escoamento dos produtos durante um ano nas lojas Continente e atribuição de selo, que traduz o reconhecimento do júri. Por sua vez, os jovens universitários vencedores da categoria Ideias Férteis vão ter a oportunidade de estagiar na Sonae e num produtor-membro do Clube, durante nove meses, para implementar os seus projectos.

Minhofumeiro, FVP Foods, Bee Iellow e Life in a Bag foram os produtores que, na avaliação do júri, melhor combinaram os factores inovação, sustentabilidade e criação de valor para o sector agro-alimentar português. Os jovens Marta Barradas, do Instituto Superior de Agronomia da Universidade de Lisboa e João Moreira, da Escola Superior Agrária Ponte de Lima, foram os universitários premiados pelas ideias mais férteis.

Capoulas Santos presente

O Encontro Anual do Clube de Produtores Continente contou com a presença do CEO da Sonae MC, Luís Moutinho, do Ministro da Agricultura, Florestas e Desenvolvimento Rural, Luís Capoulas Santos, e do Secretário de Estado Adjunto e do Comércio, Paulo Ferreira, que procederam à entrega dos prémios nas três categorias.

O Júri, presidido pelo Continente, é composto por membros das entidades mais representativas do sector económico e agro-alimentar nacional, designadamente, APED- Associação Portuguesa de Empresas e Distribuição, APN- Associação Portuguesa dos Nutricionistas, CAP- Confederação dos Agricultores de Portugal, DECO- Associação Portuguesa do Consumidor, FIPA- Federação das Indústrias Portuguesas Agroalimentares, IAPMEI- Agência para a Competitividade e Inovação, Instituto de Ciências Sociais da Universidade de Lisboa, Instituto Superior de Agronomia, a Portugal Fresh, a Portugal Foods e a QUERCUS- Associação Nacional de Conservação da Natureza.

Os Prémios Clube de Produtores Continente pretendem reforçar a aposta do Clube no estímulo e desenvolvimento do sector agro-alimentar português, onde a inovação, o conhecimento e a tecnologia assumem um papel determinante.

Prémio Inovação
O projecto Santonelli Queijo, da empresa FVP Foods, foi distinguido com o prémio Inovação. Este projecto consiste num queijo quark sem lactose, com baixo teor em gordura e forte percentagem de proteína, disponível em três formatos diferenciadores: natural, com ervas finas e frutos vermelhos. A produção é feita unicamente com produtos nacionais e de forma ambientalmente sustentável, quando comparada com os métodos tradicionais.

Menções Honrosas:
1. A empresa Semente Vertical Unipessoal – Life In a Bag – foi distinguida com uma menção honrosa pelo projecto Nutri-horta, pequenos sacos coloridos que permitem criar uma horta doméstica com ervas aromáticas, frutos e legumes e promovem o cultivo biológico e o consumo de alimentos saudáveis. Neste momento, toda a produção é feita manualmente.

2. Desde 2015, a Bee Iellow vende mel em saquetas – doses individuais de 5 a 15 g – que conferem a este alimento uma grande versatilidade de utilizações. O objectivo deste produto é incentivar o consumo de mel na alimentação dos portugueses.
A marca é nacional e o projecto foi criado por Maria Teresa Azoia, que decidiu deixar o cargo de vereador da Câmara Municipal de Santarém e ocupar-se da propriedade da família, no Ribatejo, onde decidiu implementar uma área de apicultura. Para tal, inscreveu-se na Escola Superior Agrária de Santarém, no curso de Tecnologias de Produção Integrada em Hortícolas da Escola Superior Agrária de Santarém, onde acabou por incubar a sua ideia.

Prémio Excelência
A Minhofumeiro é actualmente a empresa herdeira de uma tradição de três gerações que nas origens era conhecida como Casa Borges. A empresa é a referência nacional na produção de enchidos tradicionais e um exemplo de boas práticas para todo o sector. A Minhofumeiro aposta na produção sustentável e tradicional de enchidos, com recurso a matérias-primas da região e de origem nacional. São estabelecidos protocolos com pequenos produtores locais para manter a qualidade das suas carnes e desenvolvidas parcerias para investigação e desenvolvimento de novos produtos com várias universidades. Inovou recentemente com novos sabores de alheiras e morcelas, diferentes da oferta habitual desse segmento.

Prémio Ideias Férteis
1. Marta Barradas, do Instituto Superior de Agronomia da Universidade de Lisboa, foi distinguida com o projecto “Levar o Clube de Produtores à Loja”, que pretende dar visibilidade ao Clube de Produtores Continente aproximando o consumidor da produção nacional.

2. João Moreira, aluno da Escola Superior Agrária Ponte de Lima, foi também vencedor nesta categoria. O projecto apresentado propõe a produção e comercialização da planta Salicórnia, como substituto do sal, de forma a promover junto da população uma dieta saudável, em conjunto com o produtor Aromáticas Vivas.

Agricultura e Mar Actual

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •   
  •  

Verifique também

Mar 2020 aprova apoios para pescadores e armadores para atenuar efeitos da Covid-19

Partilhar            A Autoridade Gestora do Mar 2020 informa que começaram, no passado dia 29 de Maio, …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.